The Troops of Doom: merchandising traz linha especial de café e EP em cassete

O The Troops of Doom adicionou mais dois itens em seu merchandising oficial que foram lançados recentemente. O primeiro é um produto que carrega a marca da banda, o The Coffee of Doom, um café gourmet moído, 100% Arábica, Catuaí Vermelho, colhido de forma artesanal por Humanos Mortos Prod. em colheita familiar. "Este café é produzido pela Chácara Acracia, na região de Varre-Sai, fronteira do norte do Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais, com altitudes entre 600 e 1.100 metros. Ele passa pelo processo de torra tradicional e vem em embalagens de 250 gramas. Em breve, também temos planos para lançar o produto em formato de cápsulas para Nespresso", detalhou o guitarrista Jairo "Tormentor" Guedz.
 
Veja o vídeo promocional do The Coffee of Doom em https://youtu.be/qEgW4xrQICU



Já a versão brasileira em fita cassete do EP "The Rise of Heresy" está disponível na loja online (www.thetroopsofdoom.com/compreaqui). "Vale lembrar que a tiragem é limitada e os envios são somente para o território brasileiro. Também está disponível um kit especial com o café, a fita K7 e um pôster em nossa loja", revelou o vocalista e baixista Alex Kafer.
 
Além disso, a versão de "Morbid Visions", faixa-título do primeiro álbum do Sepultura, está disponível em todas as plataformas de streaming. "Tenho orgulho de poder trazer de volta uma obra de tamanha importância para os dias de hoje nas mãos do The Troops of Doom. Agora é daqui para frente, aguardem o álbum full em breve", concluiu Guedz.
 
Ouça a versão de "Morbid Visions" (streaming) em https://is.gd/vzPS3O
 
"The Rise of Heresy" streaming: https://backl.ink/142669610
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Site relacionado: www.thetroopsofdoom.com
Loja online:
www.thetroopsofdoom.com/compreaqui
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom

 Booking/Management: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Whatsapp: +55 21 998581699, c/ Rodrigo Scelza
Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Lockdown lança single e clipe para a faixa 'Desprezo'

Após dois singles e vídeos de faixas que integram o EP "Unholy Ceremony Heretic", o Lockdown, grupo criado em plena pandemia pelo vocalista João Gordo (Ratos de Porão), o guitarrista Antonio Araújo (Korzus e Matanza Ritual), o baixista Rafael Yamada (Claustrofobia e ex-Project 46) e o baterista Bruno Santin (Endrah), apresenta o novo single e clipe, "Desprezo". "A única música em português do disco, tem uma levada cadenciada e uma letra, fazendo crítica à cegueira do fanatismo religioso", comentou o guitarrista Antonio Araújo. "O trabalho do EP foi feito todo pelo Antonio. A letra é dele e confronta todas as religiões, mas existem algumas mais estúpidas e ela é voltada para esses casos. No Brasil, quando se quer passar uma mensagem direta, tem que ter a letra em português. No caso do instrumental da 'Desprezo', eu acho massacrante, muito pesado e diria até mais moderno", acrescentou o vocalista João Gordo.
 
Veja o clipe de "Desprezo", filmado e editado por Rafael Agostino, em https://youtu.be/j4dEmNlfCzU

"Trabalhar com o Lockdown nesse vídeo foi a melhor surpresa para começar 2021. Todos têm um talento e carisma incríveis! Foi basicamente setar a luz e dar o REC, e deixar que eles passassem a verdade deles. O vídeo teve uma conotação pesada e densa assim como a letra e a música, mas foi tudo de forma mais leve e tranquila possível", avaliou Rafael Agostino, diretor do vídeo e tecladista do Armored Dawn e do duo Elevenber.

O single "Desprezo" também foi disponibilizado para streaming pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. A faixa, mixada e masterizada por Rodrigo Oliveira (Korzus) no Dharma Studios (SP), faz parte do EP intitulado "Unholy Ceremony Heretic", que teve a arte gráfica criada pelo renomado artista Alcides Burn (Burn Artworks) e será lançado em fevereiro. No Brasil, o selo All Music Matters irá lançar o EP em vinil 12" one side e em CD.

Spotify: https://is.gd/nKqqzl
Deezer: https://is.gd/L98h4H

Mídias sociais: @lockdowndeathmetal
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Imprensa - ASE Music:
asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

Navighator: clipe de 'Ghost Town' premiado em festival internacional de cinema

Quando lançou o single/clipe "Ghost Town", o Navighator, projeto idealizado pelo tecladista Marcos Medina, sabia que tinha uma faixa forte em mãos e que, provavelmente, seria um dos destaques do álbum de estreia, "Navighator" (2019). Agora, o clipe, dirigido por Amadeu Gomes, acaba de ser premiado no 'The Next Level International Film Festival'. "Fomos premiados em mais um festival internacional de cinema, o 'The Next Level International Film Festival', na categoria 'Melhor Videoclipe de 2020'!", comemorou Amadeu Gomes. "Realizado todo ano em Sidney (AUS), este festival tem o intuito de promover artistas independentes e cineastas do mundo todo, permitindo um espaço para apresentarem suas obras. Enviamos o videoclipe de 'Ghost Town', da banda Navighator, na qual mergulhamos em um universo de fantasia e bastante suspense. Gratidão enorme a todos que participaram e, principalmente, à banda, que acreditou em nossas propostas", completou o diretor do clipe.
 
Confira o videoclipe para o single "Ghost Town" em https://youtu.be/Pmb8XGQviaM



Segundo Marcos Medina, "Ghost Town" trata sobre o sarcasmo. "A letra usa metáforas para falar sobre sarcasmo, um texto sobre lugares e situações onde todos são bem-vindos, mas onde ninguém quer realmente estar, pois o aprisionamento, em suas mais diversas formas, acontece. É onde o dever se torna maior que a existência, sacrifícios são feitos, mas a oportunidade e o tempo são perdidos", detalhou o tecladista. "O arranjo foi construído com a mesma base, o sarcasmo, no qual as harmonias elaboradas 'brincam' com o ouvinte, despertando emoções e desejos alusivos ao texto", acrescentou.
 
O objetivo da Navighator em seu álbum de estreia, "Navighator", foi o de oferecer uma experiência imersiva completa, apresentando faixas com ricas ambientações e composições elaboradas com diversas texturas contando com arranjos orquestrais, piano, sintetizador, guitarras, baixo, bateria e percussão agregados a vocais melódicos. Musicalmente, o grupo flerta com diversos estilos, tendo o heavy metal como base, especialmente o power, melódico, symphonic e tradicional.
 
A produção se concluiu em 2019, com um projeto de gravação contendo aproximadamente 200 pistas de áudio, participação de Orquestra e coro sinfônico. "Além disso, contamos com a presença do guitarrista Ben Christo (The Sisters of Mercy, Diamond Black e Night by Night), o baixista Rafael Dafras (Almah/Edu Falaschi), o vocalista Arthur Horeanu (Arthur in Neverland, The Voice Kids da Romênia), o baterista Sergio Nadaban (Corso) e a vocalista Nathalie Magiési, autora de 'When She’s Gone'", detalhou Medina. "No caso do clipe que fomos premiados, junto ao vocalista Matheus Miniguini há também a participação especial de Pedro Ricarde nos vocais", concluiu.
 
Ouça o álbum "Navighator", que teve a arte de capa a cargo de Matheus Antunes, em https://linktr.ee/NavighatorStreaming
 
Sites relacionados:
https://www.facebook.com/navighator/
https://www.instagram.com/navighatorofficial/
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 Foto: Carlos Gandolfe

 

 

The Troops of Doom: collab de Jairo Guedz e Marc Rizzo em 'The Confessional'

Após o vídeo de "The Confessional", faixa do EP de estreia do The Troops of Doom, "The Rise of Heresy", Jairo "Tormentor" Guedz realizou uma collab com o guitarrista Marc Rizzo (Soulfly, Cavalera Conspiracy e ex-Ill Niño). "Já faz alguns meses que tenho estado em contato com Marc Rizzo. Inclusive, já nos encontramos pessoalmente muitas vezes nos palcos e backstage, quando eles estão no Brasil e Max me convida para participar dos shows tocando Troops of Doom. É sempre muito divertido! Então, temos esse elo 'familiar' faz muitos anos", declarou Jairo "Tormentor" Guedz.
 
Guedz explicou que como Rizzo costuma fazer vídeos para seu canal no YouTube, e o The Troops of Doom planeja algo nesse sentido, as coisas casaram de forma perfeita. "Estamos com essa mesma vontade de gravar vídeos nesse começo de ano, já que o mundo ainda se encontra nessa situação de pandemia e com muitas limitações, especialmente quando o assunto é show ao vivo. Conversando com Rizzo, ele me disse que adorou o nosso EP e sugeriu que pudéssemos fazer algo juntos nesse formato. Então, surgiu a ideia dessa colaboração tocando 'The Confessional", explicou Guedz. "The Troops of Doom é a minha banda nova favorita e foi ótimo fazer esta 'collab' com Jairo tocando", completou Rizzo.
 
Confira o vídeo collab de "The Confessional" em https://youtu.be/BTdmZBSlMkA



"The Rise of Heresy", EP de estreia do The Troops of Doom, grupo formado em 2020 por Jairo "Tormentor" Guedz, Alex Kafer (vocal e baixo), Jairo "Tormentor" Guedz (guitarra), Marcelo Vasco (guitarra) e Alexandre Oliveira (bateria), foi masterizado por Øystein G. Brun (Borknagar) no Crosound Studio (NOR) e lançado digitalmente pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. O material também foi lançado em CD-digipack pela Voice Music no Brasil e conta com versões em vinil (Anomalia Distro) e K7 pelo selo grego Repulsive Echo Records. EP também foi lançado no México pela Metalized Records em CD-digipack e em Portugal pela Hellven Records, que distribui o CD e o vinil na Europa.
 
O EP conta com seis faixas, sendo duas já promovidas em vídeo – "The Confessional" (clipe) e "Between the Devil and the Deep Blue Sea" (lyric) –, além de "Whispering Dead Words", "The Rise of Heresy" e regravações das clássicas "Bestial Devastation" e "Troops of Doom", da fase de Jairo "Tormentor" Guedz no Sepultura.
 
Veja o vídeo de "The Confessional" em https://youtu.be/AN11vXDjJtc
 
"Quando integrei o Sepultura, nos anos 1980, tinha muitas ideias de músicas mais cadenciadas e pesadas, com aquela pegada mais densa do Celtic Frost, que é uma das minhas maiores influências no metal até hoje", declarou Guedz sobre "The Confessional", sua faixa preferida do EP. "Estamos preparando futuros vídeos desse tipo, então peço que se inscrevam em nosso canal no YouTube e fiquem ligados", concluiu o guitarrista.


 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Site relacionado e loja online: www.thetroopsofdoom.com
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom

Booking/Management: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Whatsapp: +55 21 998581699, c/ Rodrigo Scelza
Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Inventtor estreia com single 'Ventos Úmidos de Sangue'

Inventtor, banda mineira de doom metal, estreia com o single "Ventos Úmidos de Sangue", disponível em todas as plataformas digitais e que contou com produção a cargo de Alan Wallace (Eminence, No Life on Earth) e Andre Carvalho (Paradise in Flames). "Nós retomamos as atividades depois de uma década e, agora, após o lançamento de nosso primeiro single, os planos são voltar ao estúdio para gravarmos o material que compusemos. Esperamos poder soltar o EP no início do segundo semestre", revelou o baterista Alan Souza.

Ouça o single em https://youtu.be/b3CQMUma75o



Embora atuando como um duo, Gleydson Vitalino (vocal e baixo) e Alan Souza (bateria e backing vocals) contaram com a presença do guitarrista Denis Augsanbri e do produtor Alan Wallace na guitarra base. Sobre as gravações do material, realizadas no estúdio Maçonaria do Áudio, em Nova Lima (MG), o Wallace comentou: "Ter gravado o som do Inventtor foi uma grata surpresa para mim. Eles me chamaram para fazer a participação especial e gravei as guitarras base, tendo o convidado Denis Augsanbri nos solos. Foi uma experiência única gravar uma banda de doom, que é totalmente diferente do meu estilo."

Ouça no Spotify em https://is.gd/aHyZOg

Mídias sociais: https://linktr.ee/inventtorband
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Imprensa - ASE Music:
asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Lockdown lança novo single e lyric video

Após fazer sua estreia com o single e videoclipe "Archangel", o Lockdown, grupo criado em plena pandemia pelo vocalista João Gordo (R.D.P.), o guitarrista Antonio Araújo (Korzus e Matanza Ritual), o baixista Rafael Yamada (Claustrofobia e ex-Project 46) e o baterista Bruno Santin (Endrah), apresenta o novo single e lyric video, "Hymn of Hate". "Esta é a música mais rápida, curta e brutal do primeiro EP, 'Unholy Ceremony Heretic'. Como o título claramente professa, é um hino de ódio e se trata da faixa mais 'crossover', honrando a tradição do João Gordo, um dos pais do estilo", analisou o guitarrista Antonio Araújo. "Esta música é muito bruta e a letra vai como um soco na cara dos crentes e o povo religioso. Das músicas que o Antonio compôs para o Lockdown é realmente a que mais se aproxima do meu estilo, naquela linha mais crossover e crust", acrescentou o vocalista João Gordo.
 
Veja o lyric video de "Hymn of Hate", criado por Alcides Burn (Burn Artworks), em https://youtu.be/BSQTjohGsrc



Já o baterista Bruno Santin confessa que "Hymn of Hate" é uma das que mais gosta de tocar do EP. "Além de ser uma das músicas que mais gosto do EP, é a mais direta e rápida. Começando com um soco na cara, já com viradas muito rápidas intercalando entre pedal e tambores, partindo para uma levada puxada para um hardcore com chimbau tercinado, tem uma pegada bem crossover", explicou. "A cereja do bolo fica no final, pois, pela primeira vez, consegui aplicar uma técnica que tinha vontade de usar já faz um tempo, o gravity blast ou freehand blast, como preferir. Essa técnica usa o mesmo conceito dos blast beats, mas tocando o dobro de notas que tocaria em um blast beat normal, com apenas uma mão. Totalizando 32 notas em, 2 compassos de 4/4, em 5 segundos, com apenas uma mão. É, são muitas nota em pouco tempo. Um final apocalíptico, diga-se de passagem", completou.
 
O single "Hymn of Hate" também foi disponibilizado para streaming pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. A faixa, mixada e masterizada por Rodrigo Oliveira (Korzus) no Dharma Studios (SP), faz parte do EP intitulado "Unholy Ceremony Heretic", que teve a arte gráfica criada pelo renomado artista Alcides Burn (Burn Artworks) e será lançado em fevereiro. "No Brasil, o selo All Music Matters irá lançar o EP em vinil 12" one side e em CD", concluiu o guitarrista Antonio Araújo.
 
Spotify: https://is.gd/nKqqzl
Deezer: https://is.gd/L98h4H
 
Mídias sociais: @lockdowndeathmetal
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Imprensa - ASE Music:
asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

#lockdowndeathmetal

Trema: abrindo 2021 com novo single e vídeo

Mesmo durante um período muito difícil, especialmente para quem faz arte, a banda Trema manteve acesa a chama do rock e lançou seu novo single, "Quando Tudo Isso Passar", no último dia de 2020. "Optamos por lançar a canção no último dia do ano exatamente para representar o marco de transição para os tempos melhores que temos certeza que virão", ressaltou Maw Kido, guitarrista e compositor do single.
 
A composição, que traz letra com partes em inglês e em português, foi concebida e gravada ao longo de 2020, com todas as dificuldades e desafios que o isolamento impôs aos artistas. "Decidimos escrever a letra em português e inglês para reiterar a amplitude global deste momento. Queremos que nossa canção alcance as mais diferentes pessoas e culturas do mundo, e que a mensagem seja única, universal, e compreendida por todos", observou o vocalista e letrista Marcio Zebini.
 
Confira o videoclipe em https://youtu.be/iSnMkSeET-k



"Quando Tudo Isso Passar" foi produzido por Adriano Daga (Angra, Malta, Jeff Scott Soto) que, no processo de arranjo final e gravação, sentiu o impacto da música logo na primeira audição: "Foi uma voadora no peito. Imaginei de imediato o arranjo de cordas para acompanhar o ‘crescendo’ da música. Não tenho receio em dizer que este é o melhor trabalho da banda em seus mais de 20 anos de estrada", avaliou.
 
Já a masterização ficou a cargo de Carlos Freitas, da Classic Master, ganhador de 28 prêmios Grammy. "Ouvi a canção e gostei muito logo de cara. O que é raro para quem trabalha masterizando. Sempre achamos algo que não nos agrada tanto. Não desta vez. Afirmo com precisão: é um hit."
 
Distribuído pela Ditto Music, o novo single está disponível nas plataformas digitais. Para ouvir, acesse: https://ditto.fm/quando-tudo-isso-passar-trema
 
TREMA:
Marcio Zebini (vocal)
Maw Kido (guitarra e vocal)
Marco Maia (baixo)
Rafa Blekic (bateria)
 
Sites relacionados:
Site: http://bandatrema.com
YouTube: https://www.youtube.com/bandatrema
Instagram: https://www.instagram.com/bandatrema
Facebook: https://www.facebook.com/bandatrema
Twitter: https://twitter.com/bandaTREMA

 

 

The Troops of Doom apresenta versão para 'Morbid Visions'

Com a boa aceitação ao EP de estreia, "The Rise of Heresy", em todo o mundo, a banda The Troops of Doom resolveu presentear seus seguidores com uma versão para "Morbid Visions", faixa-título do primeiro álbum do Sepultura. Após apresentar, além das faixas autorais, versões de "Bestial Devastation" e "Troops of Doom", o guitarrista Jairo "Tormentor" Guedz explica que a escolha de mais uma regravação de uma música de sua autoria junto com o Sepultura não é mera coincidência. "Entre várias outras músicas, essa obra tem um sentido maior para mim, pois representa um ciclo novo na minha vida ainda naquela época. Vínhamos de um EP com menos qualidade de produção ('Bestial Devastation'), e de um ano de experiências boas e ruins que nos trouxe (Sepultura) a um full-length de maior qualidade sonora. 'Morbid Visions', representado aqui pela faixa-título, é um divisor de águas na minha carreira musical. O disco teve maior aceitação, ainda carregando a assinatura e personalidade da banda naqueles tempos", explicou o guitarrista. "A partir de 'Morbid Visions' que começamos à frequentar as pick-ups de fãs e produtores, managers e fanzines, músicos e críticos ao redor do mundo. Tenho orgulho de poder trazer de volta uma obra de tamanha importância para os dias de hoje nas mãos do The Troops of Doom. Agora é daqui para frente... Aguardem o álbum full em breve", acrescentou Guedz.
 
Ouça a versão de "Morbid Visions" em https://youtu.be/ztqxzA-qhRk



"The Rise of Heresy", EP de estreia do The Troops of Doom, grupo formado em 2020 por Jairo "Tormentor" Guedz, Alex Kafer (vocal e baixo), Jairo "Tormentor" Guedz (guitarra), Marcelo Vasco (guitarra) e Alexandre Oliveira (bateria) foi masterizado por Øystein G. Brun (Borknagar) no Crosound Studio (NOR) e lançado digitalmente pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. O material também foi lançado em CD-digipack pela Voice Music no Brasil e conta com versões em vinil (Anomalia Distro) e K7 pelo selo grego Repulsive Echo Records. "O EP, que tem lançamento no México pela Metalized Records em CD-digipack e Portugal pela Hellven Records, que fará a distribuição do CD e vinil na Europa, vem obtendo uma resposta fantástica da mídia e sendo elogiado por fãs no mundo todo", destacou Marcelo Vasco. "Apesar do ano crítico que passamos, criamos a banda em meio à pandemia e estamos trabalhando de forma incessante para fazer o The Troops of Doom conquistar mais territórios em 2021", completou Alex Kafer.
 
Ouça o EP "The Rise of Heresy" nas plataformas de streaming em https://backl.ink/142669610
 
O EP conta com seis faixas, sendo duas já promovidas em vídeo – "The Confessional" (clipe) e "Between the Devil and the Deep Blue Sea" (lyric) –, além de "Whispering Dead Words", "The Rise of Heresy" e regravações das clássicas "Bestial Devastation" e "Troops of Doom", da fase de Jairo "Tormentor" Guedz no Sepultura.
 
Veja o vídeo de "The Confessional" em https://youtu.be/AN11vXDjJtc
 
Guedz conclui afirmando que o The Troops of Doom objetiva "oferecer a experiência completa, em que a pessoa possa se sentir numa máquina do tempo, na qual exploramos aquele som primitivo e a textura mais suja do metal dos anos 80. Pela resposta extremamente positiva que tivemos até então, sinto que entenderam a proposta."


 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Site relacionado e loja online: www.thetroopsofdoom.com
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom

Booking/Management: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Whatsapp: +55 21 998581699, c/ Rodrigo Scelza
Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

Caio Gaona: 'geek batera' lança música inspirada em 'O Corvo'

O baterista Caio Gaona, que integra as bandas Triscore, In Vida e Vallöry, e é conhecido como "Geek Batera" por apresentar temas musicais de filmes, séries, animes e games, lançou "Rise Above Pain", sua nova música autoral. A faixa, produzida e arranjada por Luis Bianco (Stereo Scream) e cantada por Bridy (ex-Esteban Tavares e Evered), é inspirada no personagem O Corvo, imortalizado na pele do saudoso ator Brandon Lee na adaptação dos quadrinhos de James O'Barr para o cinema.
 
Confira o lyric video de "Rise Above Pain" em https://youtu.be/S0dx20xLcpw



"Rise Above Pain" faz parte de um novo projeto de Gaona, o 'Comics Songs', em que o baterista pretende lançar composições autorais inspiradas em personagens da cultura pop. "Escolhi abordar 'O Corvo' por ser o meu favorito. Para entrar no clima, além da arte de capa desenhada pela Junior Santos, lancei um filtro de Instagram que transforma as pessoas no personagem", revelou. "Apesar de o filme, produzido em 1994, seja marcado por uma tragédia pela morte acidental de Brandon Lee durante as filmagens, a música tem uma temática otimista e fala sobre lutar contra a depressão", acrescentou.
 
Musicalmente, embora James O'Barr, que é guitarrista e integrou a banda Truste Obey, tenha criado The Crow inspirado em músicas de The Cure e Joy Division, Gaona explicou que não necessariamente precisaria adotar melodias próximas a um som melancólico. "Seja pela própria criação do personagem por O'Barr ou mesmo pelo título de uma música do The 69 Eyes em homenagem a Brandon Lee, naturalmente poderiam pensar que seria um gothic, mas um dos princípios da arte é ter liberdade criativa. Sendo assim, optei por fazer uma mistura de power metal com musica eletrônica", detalhou. "Outro ponto a ser abordado é o fato de o Corvo ser um personagem que foi gerado da depressão de James O'Barr, por ter perdido a namorada e por ser um personagem que retorna à vida apenas para vingar a perda, ele está em constante sofrimento e vazio, como um dos sintomas da depressão. Daí, a temática da letra", concluiu.
 
Links relacionados:
Caio Gaona: www.instagram.com/caiogaonadrums
Luis Bianco: www.instagram.com/luisbiancostereoscream
Bridy: www.instagram.com/bridyonline


Imprensa - ASE Music:
asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Lockdown estreia com single e clipe 'Archangel'

O Lockdown, grupo criado em plena pandemia pelo vocalista João Gordo (R.D.P.), o guitarrista Antonio Araújo (Korzus e Matanza Ritual), o baixista Rafael Yamada (Claustrofobia e ex-Project 46) e o baterista Bruno Santin (Endrah), faz sua estreia com o single "Archangel", lançado pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. A faixa, mixada e masterizada por Rodrigo Oliveira (Korzus) no Dharma Studios (SP), faz parte de um EP intitulado "Unholy Ceremony Heretic", que será lançado em fevereiro.
 
"Archangel" vem acompanhado de um videoclipe, dirigido e editado por Raul Machado. "É um diretor conhecido da época da MTV, que já fez diversos clipes famosos de bandas como Raimundos, Planet Hemp e muitas outras", observou o guitarrista.
 
Confira o videoclipe de "Archangel" em https://youtu.be/84oPT64tFR8



Para Raul Machado, diretor e editor do videoclipe, que criou o projeto "The Quarantine Experience" durante a pandemia, foi muito bom trabalhar com o Lockdown. "Já fiz vários trabalhos com João Gordo e sempre foi divertido. Antonio é muito profissional e a única observação depois do primeiro corte foram umas cenas da baterias que estavam fora de sincronia e o pentagrama que eu tinha colocado de cabeça para baixo", revelou. "O resultado final ficou chocante! O vídeo é do Raul Machado, que fez 80% dos clipes que se viu na MTV nos anos 90, desde Planet Hemp, Raimundos, Chico Science & Nação Zumbi a Sepultura e Ratos de Porão. Considerando que aparecemos na quarentena, inicialmente como um passatempo, e tendo cada um filmado em seu canto, o resultado ficou muito bom! Transmite o peso e a fúria da banda e casou com o projeto de quarentena dele", completou João Gordo.
 
Sobre a temática antirreligião, tema próximo do black metal, o guitarrista e compositor de todo o material, Antonio Araújo, explica que Arcanjo Helel é um dos nomes de Lúcifer. "Essa música tem um pé no thrash metal, mas revela o tipo de death metal que o Lockdown faz. Possivelmente, é a mais forte do material, trazendo um refrão marcante e ritmo intenso, que ditam as características do grupo de entregar composições violentas, diretas e rápidas", observou.
 
"Essa música é satânica, bem do estilo que a gente quer fazer mesmo para chocar os crentes", acrescentou João Gordo, que não gravava um disco completo em inglês desde 1993 com "Just Another Crime in... Massacreland", lançado pelo Ratos de Porão. "Até gravei outros sons em inglês na época do 'Feijoada Acidente', mas eram covers. Quando Antonio me convidou, as músicas e letras já estavam prontas. Achei que seria difícil, mas, quando comecei a cantar, funcionou. Até com sotaque mais ou menos e pronúncia aceitável."
 
O próximo single, "Hymn of Hate", está agendado para 7 de janeiro e o EP, que teve a arte gráfica criada pelo renomado artista Alcides Burn (Burn Artworks), será lançado em 5 de fevereiro no Brasil. "A música 'Hymn of Hate' é a mais rápida, curta e brutal do material. Como o título claramente professa, é um hino de ódio. E ódio é o que se ouve nessa música do começo ao fim, sendo a faixa mais 'crossover', que honra a tradição do vocalista João Gordo, um dos pais do estilo", revelou o guitarrista. "No Brasil, o selo All Music Matters irá lançar o EP em vinil 12" one side e em CD", concluiu.
 
Spotify: https://is.gd/nKqqzl
Deezer: https://is.gd/L98h4H
 
Mídias sociais: @lockdowndeathmetal
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Raul Machado "The Quarentine Experience":
https://www.youtube.com/user/rauuul


Imprensa - ASE Music:
asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

#lockdowndeathmetal

Do Culto Ao Coma apresenta lyric video do single 'Tempos de Dor'

Apesar de se inspirar em riffs do hard rock dos anos 1980, o novo single da banda Do Culto Ao Coma, "Tempos de Dor", traz um tema atual. A música, que sucede "A Euforia Entre Nós", primeiro single do novo álbum, "IMAGO" , traz a personalidade musical de Thiago Holzmann (vocal e teclado), Guilherme Costa (baixo e teclado), Leandro TG Mendes (guitarra) e Leonardo Nascimento (bateria e teclado). "A letra, de cunho mais social e crítico, vem com uma beleza introspectiva. 'Tempos de Dor' quer ser hit, lembrar uma estética, mas também brinca com grandes mudanças de tom e ritmo, além de refletir, num ponto de vista pessoal, sobre estes tempos tão obscuros", declarou o vocalista e tecladista Thiago Holzmann.

Para ver o lyric video do single "Tempos de Dor", acesse: https://youtu.be/Y2g3u8O2x4U



Sobre a concepção do vídeo, Leandro TG Mendes, criador do lyric video e guitarrista da banda explicou: "Tive a ideia de fazer um slideshow com imagens publicitárias do 'american way of life', típico dos anos 80. São imagens tão difundidas na nossa cultura que sequer percebemos o quanto elas ficam impregnadas no nosso imaginário. Associando essas imagens que ficam pulsando com a batida-relógio da música, mais a letra reflexiva sobre os tempos de hoje, criamos uma vídeo-instalação onde as informações visuais ganham um tom irônico, tão datado, ao mesmo tempo tão atual."

Mesclando rock progressivo com tendências modernas, "IMAGO", o sucessor do conceitual "Destinorama" (2015), está agendado para ser lançado em janeiro de 2021. O material foi produzido pela própria banda e por Filipe Coelho, do Coelhos Studio (São Bernardo do Campo), que também foi responsável pela gravação, mixagem e masterização.

Streaming:
Spotify - https://goo.gl/WObE6Y
Deezer - https://www.deezer.com/br/artist/9273926
 
Site: http://www.docultoaocoma.com.br
Mídias sociais: @docultoaocoma
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Capitão Nemo lança clipe de versão pesada para composição de Lenine

A banda piracicabana Capitão Nemo, formada por Bruno Razera (vocal), Denis Floriano (guitarra), Caio Mendes (baixo) e Caio Buck (bateria), acaba de lançar o videoclipe da versão de "Jack Soul Brasileiro", originalmente registrada por Lenine no álbum "Na Pressão" (1999). "A ideia de fazer essa nova versão veio principalmente por nossa admiração pelo Lenine. O suingue escrachado e seu jeito impactante de escrever, marcado por sua brasilidade, sempre influenciaram nossas composições", afirmou Razera.
 
A música, que também foi gravada pela cantora Fernanda Abreu em "Raio X" (1997), ganhou contornos mais pesados. "Decidimos apostar cada vez mais em guitarras pesadas, com riffs expressivos e um groove mais moderno. Queríamos deixar esses elementos ainda mais visíveis na nossa versão de ‘Jack Soul Brasileiro’, afinal, somos apaixonados por rock'n'roll", detalhou o baixista Caio Mendes. "Nossas composições têm uma pegada anos 70, mas com uma roupagem mais moderna. Entre nossas referências estão nomes como Led Zeppelin, Black Sabbath, Welshly Arms, Rival Sons e Greta Van Fleet", acrescentou.
 
Confira o videoclipe de "Jack Soul Brasileiro", dirigido por Leonardo Benaci, em https://youtu.be/f90HVMqSC_8



O vídeo foi filmado no bairro Monte Alegre, em Piracicaba. "Conseguimos esse espaço graças a cervejaria Leuven, que tem sua fábrica no mesmo bairro. Achamos que o material não deveria ser sobre a banda, mas sobre as pessoas, sobre o povo brasileiro. Queríamos mostrar um povo que, embora diversificado, consegue se conectar", disse o baterista Caio Buck. “Foi sensacional poder dirigir todo esse pessoal e mostrar um pouco da cara do nosso povo, a brasilidade de cada um, sentir como cada pessoa, por mais diferentes que seja, curte e se deixa levar pela mesma música, pelo mesmo ritmo. O resultado ficou lindo", completou o diretor do vídeo, Leonardo Benaci.
 
Após o álbum "Bon Voyage" (2017), o Capitão Nemo voltou obter boa receptividade no cenário independente com o lançamento do EP "Não Nasci Para Ser o Mesmo" (2019), que contou com produção de Giu Daga e direção artística de Rick Bonadio. Porém, o quarteto revelou que está preparando novo material para o ano que vem. "O ano de 2020 foi difícil para todos e gostaríamos de levar um pouco de alegria para as pessoas. Queremos alcançar um novo público e atender as expectativas de quem já nos conhece. Temos trabalhado muito, crescemos muito e queremos mostrar isso para todos", concluiu o guitarrista Denis Floriano.
 
Spotify: https://is.gd/X36R6T
Deezer: https://is.gd/d9cXtk
Applemusic: https://is.gd/eeYYhz
 
Site: www.capitaonemo.com
Facebook: https://www.facebook.com/capitaonemoo
Instagram: www.instagram.com/capitaonemo.oficial
Twitter: https://twitter.com/capnemooficial
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.




 Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Andralls: Andre Mellado é o novo baixista da banda

O experiente Andre Mellado (Woslom) foi confirmado como o novo baixista do Andralls. "Andre é um velho conhecido da banda. Somos contemporâneos e nos conhecemos desde a adolescência, antes mesmo de o Andralls ser formado. Está sendo muito bom, pois além da parte técnica, trouxe uma energia muito boa e muita gana em tocar. Seu estilo se encaixou perfeitamente com o som que fazemos", declarou o baterista Alexandre "Xandão" Brito. "Sempre admirei o Andralls, com seu thrash metal veloz. O convite veio nesse momento difícil de pandemia, mas como moramos perto uns dos outros, tudo ficou mais fácil. Estou empolgado", disse o baixista.
 
Andre Mellado revelou que seu primeiro contato com o Andralls vem de muito tempo atrás, um pouco depois que começou a tocar, em 1993. "Logo após formar minha primeira banda, por volta de 94/95, conheci o pessoal do grupo Fúria, que viria a ser o Andralls. Inclusive, fui convidado a participar logo na primeira formação, mas já estava no Magister, com a qual gravei três álbuns. Atualmente, também faço parte do Woslom, tendo feito cinco turnês internacionais, incluindo Europa, Rússia e América do Sul. Por sinal, foi em uma dessas turnês que reencontrei Alexandre 'Xandão' Brito, na Alemanha, e voltamos a por nosso papo em dia", disse o baixista. "Além do Woslom e Magister, participei de outras bandas, como Em Ruínas, Sounder, Mystic e fiz a última turnê de Frank Blackfire (Sodom, Kreator) na América do Sul", completou.

O primeiro compromisso da nova formação ocorrerá ainda em dezembro, quando o Andralls participará de um evento online que será transmitido no final do mês. "Ainda não temos todas as informações sobre o show, mas posso adiantar que iremos mostrar que nosso 'Fasthrash' está coeso e mais forte que nunca", adiantou o vocalista e guitarrista Alex Coelho. "Para marcar os 20 anos de nosso primeiro lançamento, que tínhamos planejado tocar na íntegra em um show especial e não pudemos por causa da pandemia, incluiremos uma faixa de 'Massacre, Corruption, Destruction' nesta live", acrescentou.
 
Mais recentemente, o grupo reeditou o álbum "Andralls", originalmente lançado em 2009. O material, disponibilizado em parceria pelos selos Distro Rock Records e Feed Bizarre, vem em uma edição de luxo com slipcase e adesivo autografado. "A prensagem é limitada em 666 cópias e traz dois bônus ao vivo gravados em Santiago (CHI), em 2005, além de fotos inéditas e uma releitura da capa assinada pelo artista Gustavo Sazes, que havia feito também a arte original", detalhou o baterista.
 
Segundo a banda, que atualmente promove "Bleeding For Thrash" (2019), a ideia deste relançamento se deu porque o disco estava fora de catálogo há um tempo. "Queríamos ter este disco disponível para o mercado brasileiro novamente, pois só está no mercado europeu. O álbum foi gravado no estúdio Da Tribo, de forma totalmente analógica, por William Fernandez e Trek, com produção assinada pelo saudoso Fabiano Penna, que na época integrava o Andralls. Quisemos, então, fazer isto também como uma forma de homenagem póstuma a ele", concluiu Xandão Brito.
 
Loja virtual Andralls: https://andralls.lojavirtualnuvem.com.br/
Facebook: facebook.com/andrallsfasthrash
Instagram: @andrallsfasthrash
YouTube: Andralls Thrash
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Discografia:
Massacre, Corruption, Destruction (2000)
Force Against Mind (2003)
Fasthrash Live (2003)
Inner Trauma (2005)
Andralls (2009)
Breakneck (2012)
15 Years Breaknecking - Live In Belém (2014, DVD)
Bleeding For Thrash (2019)
 
Para ver o lyric video de "Bleeding for Thrash", acesse: https://youtu.be/qjyCyntauz0

Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Venomous antecipa novo EP com clipe de 'Unity'

O grupo paulistano de melodic death metal Venomous antecipa o novo EP, "Tribus", programado para ser lançado em 2021 pela gravadora americana Brutal Records no exterior e pela Rock Add Records no Brasil, com o videoclipe de "Unity". "'Unity' é uma música que, de certa forma, foi baseada em 'Trinity' e 'Duality'. De fato, é um som que tem bem a 'nossa cara', com riffs rápidos e grooves cadenciados, muito peso e agressividade. Pela história da trilogia, buscamos trazer uma atmosfera um pouco mais moderna, mas sem deixar as nossas raízes de lado", detalhou o guitarrista Ivan Landrgraf. "A mensagem do clipe está no conjunto, com as cores usadas, a fotografia, a letra, expressões, e as imagens que usamos ilustra bem isso. Sendo um clipe idealizado e gravado durante uma pandemia mundial, a maior parte do trabalho foi feito à distância e isso foi algo bem desafiador de gerenciar. No entanto, acredito que o resultado que alcançamos, junto com a Domínio MediaCraft, foi sensacional", acrescentou.
 
Para ver o clipe de "Unity", acesse https://youtu.be/tf09dLwNTa8



Landrgraf ainda revelou que, durante a produção o clipe, os músicos viram o lançamento de "Guardians of Earth" (Sepultura) e "Protect the Land" (System of a Down). "Ficamos surpresos que eles usaram recursos bem parecidos com as nossas ideias, mas, ao mesmo tempo, isso mostrou que realmente estávamos na trilha certa. Foram clipes bem inspiradores", disse o guitarrista. "O processo todo, desde a roteirização até a gravação do clipe, contou com uma presença muito mais ativa da banda para produzir esse trabalho da melhor forma. Isso nos fez aprender muito e refletiu na qualidade do vídeo, bem como irá refletir em nossos próximos trabalhos", completou o vocalista Tigas Pereira.
 
Sobre a letra de "Unity", Tigas Pereira explicou: "A letra aborda o processo de globalização que vivemos hoje e suas consequências, fazendo um apelo para que, juntos, possamos vencer nossas diferenças, abrir as fronteiras, indo além de culturas e religiões específicas para então semearmos um futuro melhor."
 
Promovendo o segundo álbum, "The Black Embrace", lançado no final de 2019, Tigas Pereira (vocal), Gui Calegari e Ivan Landgraf (guitarras), Renato Castro (baixo) e Lucas Prado (bateria) embarcaram para a segunda turnê pela Europa. Porém, os planos para a "Brasil Embrace Tour", que teria início no dia 14 de fevereiro, foram adiados pela pandemia. "O Venomous tem a premissa de não parar de trabalhar e nosso lema sempre foi 'Life Finds a Way'. Não paramos mas, assim como todo mundo, iremos atacar nos palcos somente quando for seguro para todos. O que estamos passando é muito grave, triste e vamos aprender com isso", concluiu Landgraf.
 
Repertório – "Tribus" (EP):
1 Eerie Land
2 Trinity (2020)
3 Duality (remaster)
4 Unity
 
DISCOGRAFIA:
Defiant (CD, 2018)
Penitence (Single, 2018)
Black Embrace (Single, 2019)
The Black Embrace (CD, 2019)
Tribus (EP, TBR 2021)
 
Site relacionado: https://www.facebook.com/venomousoficial/
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Confira a capa do EP "Tribus"



#venomous

 Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Necromancer: novo álbum, 'Pattern of Repulse', está disponível

"Pattern of Repulse", novo álbum do grupo carioca de thrash metal Necromancer, formado atualmente por Marcelo Coutinho (vocal), Luiz Fernando e Eduardo "Dek" (guitarras), Gustavo Fernandez (baixo) e Vinicius Cavalcanti (bateria), está disponível em formato físico, pela gravadora Heavy Metal Rock, e em todas as plataformas de streaming. Além disso, a faixa "Blood Countess" recebeu um lyric video, criado por W. Perna. "Esta música fala sobre uma princesa repulsiva criada pelo ódio, a condessa húngara Elizabeth Bathory, tão retratada no cinema e mesmo no heavy metal, pois basta lembrar da banda Bathory, por exemplo. Os versos 'Condessa da desgraça, princesa da angústia / Condessa do sofrimento, princesa da morte' resumem bem o que quis passar e o lyric retrata com imagens dela e da arte de capa do novo álbum", explicou o guitarrista Luiz Fernando, autor da letra.
 
Veja o lyric video de "Blood Countess" em https://youtu.be/5_K_aoq2h3s



Além desta, outras faixas de "Pattern of Repulse" tratam de temas históricos e mitológicos, como "Riders of Apocalypse", que fala dos Cavaleiros do Apocalipse, enquanto "Flagellum Dei (The Scourge of God)" aborda outro personagem histórico, Átila, o Huno, e "The Order of The Dragon", sobre Vlad, o Empalador. "Afora estes temas, também abordamos coisas mais atuais, como em 'Cloak of Impunity', que leva em consideração a classe política, criando leis que apenas os mantêm impunes, e 'All The Pain (No Regret)', em que mostramos a gana pelo poder e conquista sem qualquer barreira e remorso", explicou Luiz Fernando. "A faixa 'Seals of Misfortune' é outra que trata meio que de política, mas ligada à religião, que usa qualquer meio para atingir seguidores e conseguir mais poder e dinheiro", acrescentou o guitarrista e um dos fundadores do grupo.
 
"Pattern of Repulse", que teve o trabalho gráfico e arte de capa de Marcelo Vasco, foi gravado e mixado no Hanoi Studio ao lado de Fernando Perazo. "O nosso DNA de thrash metal obviamente foi mantido, pois não largamos a escola Slayer, Kreator e Coroner, mas atualmente estou ligado na escola escandinava do death metal", revelou o vocalista Marcelo Coutinho. "Eu até diria que este é um trabalho mais agressivo em relação ao álbum 'Forbidden Art', pois traz ritmos mais intensos ligados ao death metal", concluiu.
 
Ouça no Spotify em https://is.gd/Sgbv7P
 
LINK CD à venda pela Heavy Metal Rock:
https://hmrock.com.br/produto/necromancer-pattern-of-repulse-cd/



Mídias sociais:

facebook.com/necromancerbr/
Insta: @necromancer.br

Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



 Imprensa - ASE Music: asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Programa RMH traz entrevista com Jairo "Tormentor" Guedz (The Troops of Doom, ex-Sepultura)

O programa RMH, apresentado por Carlos Chiaroni, Ricardo Batalha e Eduardo Lucena, traz uma entrevista com Jairo "Tormentor" Guedz, que gravou o EP "Bestial Devastation" (1985) e o álbum "Morbid Visions" (1986) com o Sepultura. Para o RMH, o guitarrista falou sobre os primórdios de sua ex-banda e sobre o grupo de death metal The Troops of Doom, que busca resgatar a essência do estilo feito na década de 1980 e está obtendo boa aceitação com o EP "The Rise of Heresy".
 
Para ver o RMH, acesse: https://youtu.be/_ssJARIw6hk



O programa RMH (Rock | Metal | Hard), que teve a sua primeira edição no ar em 20 de setembro de 2019, é comandando por Carlos Chiaroni (Animal Records), Ricardo Batalha (Roadie Crew) e o baixista e advogado Eduardo Lucena (ex-Velhas Virgens).
 
Com captação de imagens e produção da ViewPlay Filmes, abertura do Casadio Studio e trilha de abertura de Alexandre Grunheidt (Ancesttral), o RMH foi criado, segundo Chiaroni, para suprir a falta do antigo "Lokaos Lançamentos", que o proprietário da Animal Records, aberta em setembro de 1992 na Galeria do Rock (SP), apresentava no canal Lokaos.

Mídias sociais:

https://www.facebook.com/programarmh/
https://www.instagram.com/programarmh/
 
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCQQMmRyo1Os4ee5FrmZsS-w/videos

THE TROOPS OF DOOM: https://www.thetroopsofdoom.com/
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom
Spotify - The Troops of Doom: https://is.gd/tJhFmq






Visit fbetting.co.uk Betfair Review