H.E.A.T: brasileiros fazem homenagem a Erik Grönwall

O vocalista Jay Roxx (Sixty Nine Crash) teve a ideia de agrupar músicos e amigos para prestar uma homenagem e enviar mensagem de apoio e positividade para o vocalista Erik Grönwall, que vem tratando de leucemia e, enquanto promovia o seu sexto álbum de estúdio, "H.E.A.T II", anunciou sua saída da banda sueca. "Conheci Erik pessoalmente quando fui para a Suécia em 2015. Ele foi muito gente boa, uma energia gigantesca, cheio de vida e transmitindo alegria. E aí pensei: 'Gosto para caramba do H.E.A.T, conheci o cara e quero deixar registrada esta homenagem do Brasil para ele através desta collab da música 'Victory', que foi produzida por Chili Vega, mixada e masterizada por Celo Oliveira (Fleesh)", explicou Jay Roxx. "Quando veio o convite do Jay, recebi como se fosse uma convocação – para essas coisas você nunca diz 'não'! Fazer parte de um collab com grandes músicos da cena hard, amigos, tocando uma das minhas bandas prediletas e mandando uma mensagem de apoio para Erik Grönwall. Fiquei feliz com o resultado e gostaria muito de fazer outros com a grandeza deste", acrescentou Reichhardt, guitarrista do Dirty Glory, que recentemente lançou o segundo álbum, "Miss Behave".
 
Confira o vídeo collab de "Victory" (H.E.A.T), com o vocalista Jay Roxx (Sixty Nine Crash), Reichhardt (Dirty Glory) e Chili Vega nas guitarras, Edu Lucena (ex-Velhas Virgens e Swingfire) no baixo, Tilly (Silent) na bateria e Bruno Sá (Geoff Tate, Angra, Allegro) no teclado em https://youtu.be/8dc46diSp5I



À época da saída de Grönwall do H.E.A.T, os fãs ficaram sem entender direito, uma vez que o álbum vinha obtendo boas críticas e a banda já havia iniciado a turnê de promoção, tendo sido uma das atrações do "Monsters of Rock Cruise". Edu Lucena, ex-baixista do Velhas Virgens e Swingfire, pôde ver a banda ao vivo e se sente mais realizado com esta reaparição tocando depois de muito tempo. "Voltar a aparece como músico em uma collab que homenageia Erik Grönwall é, de fato, empolgante. Pude vê-lo no ano passado detonando ao vivo com o H.E.A.T e foi um dos melhores shows do 'M.O.R.C.'. Não estou falando isso porque gravamos a 'Victory', pois o H.E.A.T com ele ao vivo foi uma unanimidade naquele cruzeiro de hard rock. O Ricardo Batalha, que tocou comigo no Swingfire e com o qual dividimos bons momentos apresentando o programa RMH, também apontou o H.E.A.T como melhor show. Quem viu a energia de Erik ao vivo sabe o que estou falando", comentou Edu Lucena.
 
Já o experiente tecladista Bruno Sá (Geoff Tate, Angra), revela a conexão com Ilton Nogueira, do Allegro. "Quando o vocalista Ilton Nogueira quis retornar com a nossa banda, Allegro, eu sabia que aquilo seria um sopro de vida em sua luta contra o câncer. Quando recentemente eu passei semanas no CTI lutando contra o Covid-19, foi também a música, tocando 24h por dia em meus fones de ouvido, que meu deu a energia, o foco e a motivação para sair daquela situação. Então, quando Jay Roxx me convidou para essa homenagem ao Erik, de forma a retribuir o quanto sua música nos alimenta, eu prontamente aceitei. A música salva!", enfatizou.
 
Mídias sociais/Instagram:
@jayroxx_
@a_rei
@dirtyglory_official
@silentband
@eduardoamaraldelucena
@brunosamusic
@chilivegamusic
@cel_o_liveira

 

 

Faces of Death: confira a performance de 'Live Rehearsal - A Drink With The Death'

Após lançar vídeos e participar de festivais online, como 'Roadie Crew Online Fest', 'Metal no Vale Fest', 'Metal com Batata Fest', 'Strenght Metal Fest', 'Resenhando Rock' e 'Setfire Metal Fest', para promover o mais recente álbum, "Usurper of Souls", o Faces of Death agora apresenta "Live Rehearsal - A Drink With The Death", um vídeo que conta com a performance da banda em uma sala de ensaio, mesclado a depoimentos dos integrantes. "A ideia de fazer um vídeo mesclando ensaio ao vivo e depoimentos surgiu quando estava assistindo ao vídeo do Sepultura, 'Under Siege - Live in Barcelona'. Como ainda as coisas estão confusas e difíceis para quem trabalha com música no Brasil por causa da pandemia, decidimos fazer esse vídeo para preencher um pouco esse vazio e a falta de shows", explicou o vocalista e guitarrista Laurence Miranda. "Como todas as bandas, claro que queríamos ter feito muitos shows para mostrar 'Usurper of Souls' nos palcos, mas traduzimos esta vontade quando nos reunimos no Audio Lab Extreme Studio, em Taubaté (SP)", acrescentou o baixista Sylvio Miranda.

Veja o vídeo em https://youtu.be/CpNlj0vy1Zg



Produzido pela banda e por Niko Teixeira no Audio Lab Extreme Studio, em Taubaté (SP), o material teve arte de capa criada por Alcides Burn e a intro em animação Wanderley Perna. "Nós iríamos disponibilizar somente o vídeo em nosso canal do YouTube, mas a gravação ficou tão brutal que decidimos lançar também em formato físico, que em breve estará disponível", revelou o guitarrista Felipe Rodrigues.

Em "Usurper of Souls", produzido por Friggi Mad Beats e masterizado na Absolute Master, Laurence Miranda (vocal e guitarra), Felipe Rodrigues (guitarra), Sylvio Miranda (baixo) e Sidney Ramos (bateria) mesclam thrash e death metal. O sucessor de "From Hell" (2018) está disponível nas plataformas de streaming e também em formato físico. Ouça o álbum nas plataformas de streaming em https://facesofdeath.hearnow.com/
 
Mídias sociais: @facesofdeath
Facebook: https://www.facebook.com/FacesofDeathBand
 
Para adquirir a versão física do álbum "Usurper of Souls" e a nova camiseta da banda, entre em contato através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Programa Bússola estreia sábado (25) na Rádio Brasil Atual (98,9 FM)

Clemente Nascimento, Paul Martins e Marcel Costa se tornaram grandes referências no impulsionamento de bandas e artistas da nova safra do rock brasileiro. São três gerações de músicos e comunicadores apresentando boa música, bate papo, irreverência e um panorama do mercado do rock brasileiro. A ideia do programa Bússola surgiu da necessidade de dar mais vazão ao som das inúmeras bandas emergentes de rock brazuca que buscam mais espaço na mídia. "Atualmente são mais de dez mil bandas e um cenário pulsante neste novo momento do rock brasileiro. Além dos novos talentos, o Bússola veiculará bandas do rock nacional que fizeram, e fazem sucesso, influenciando toda uma geração de rockeiros. O programa também norteia os ouvintes que consomem este gênero com informações, novidades e participações especiais em todas as edições", revelou Paul Martins, guitarrista e radialista que comanda o programa Autoral Brasil (Rádio Kiss FM), Kiss Club (Rádio Kiss FM) e Autoral Brasil USP FM (Rádio USP 93,7 São Paulo e Ribeirão Preto).
 
"Entendemos que há necessidade de mais programas em rádios de todo o país para dar suporte às novas bandas e artistas brasileiros. Além disso, O Bússola tem como maior valor, traçar um panorama cultural do que está acontecendo no Brasil e no mundo, sempre pautado em uma trilha sonora com o melhor do estilo produzido em terras tupiniquins", observou Clemente Nascimento (Inocentes, Plebe Rude), guitarrista, vocalista, produtor musical e apresentador dos programas Estúdio Showlivre e Filhos da Pátria (Kiss FM).
 
"Costumamos dizer que se você acha que o rock está velho e que só as bandas do passado são relevantes, nós vamos dar uma direção neste universo tão amplo e efervescente, onde diariamente surgem novas bandas, conceitos e sonoridades", concluiu Marcel Costa, jornalista, músico, produtor cultural, roteirista e apresentador, que ao lado de Paul Martins, apresenta os programas Autoral Brasil (Kiss FM) e Autoral Brasil USP FM (Rádio USP FM).
 
Em todas as edições o programa também conta com participações de personalidades e players do universo rock'n'roll com dicas e assuntos relacionados ao gênero. Rodrigo Branco (Kiss FM) e Ricardo Batalha, redator-chefe da revista Roadie Crew, estão entre eles.
 
O programa também tem cunho colaborativo do ouvinte, ou seja, você pode enviar sugestões, ideias, músicas e release da tua banda, além de assuntos relevantes do universo do rock brasileiro através da BIO no perfil do Instagram, @bussolarock.
 
SERVIÇO - Programa: Bússola:
Veículo: Rádio Brasil Atual (98,9 FM - Grande São Paulo; 93,3 FM - Litoral Paulista; 102,7 FM - Noroeste Paulista)
Quando: Sábados, das 20h às 22h
Produção e Apresentação: Clemente Nascimento (@clementetadeu), Paul Martins (@paulmartinsfm) e Marcel Costa (@marcelcostafm)
Participações: Ricardo Batalha (@ricardo_r_batalha) e Rodrigo Branco (@rod_branco)
Instagram: @bussolarock

Ouça também pelo site www.redebrasilatual.com.br/radio/

 

 

 

Eminence lança clipe para 'Inner Suffering'

O Eminence acaba de lançar o clipe para "Inner Suffering", faixa que integra o repertório do sexto álbum de estúdio do grupo mineiro, "Dark Echoes". O material, que saiu no último dia 28 de junho, foi produzido pelo renomado produtor dinamarquês Tue Madsen (Antfarm Studios), conhecido por seu trabalho ao lado de nomes como Moonspell, Behemoth, Meshuggah, Rob Halford, Vader, Dark Tranquillity, Kataklysm, Suicide Silence e Heaven Shall Burn. "A letra de 'Inner Suffering' fala um pouco de como estamos devastando as nossas vidas não olhando para o planeta Terra. Estamos sob aviso todos os dias com o superaquecimento global e precisamos fazer uma mudança ambiental o mais rápido possível, caso contrário será tarde demais. Lutamos contra nós mesmos e está chegando a um ponto que não somos merecedores deste planeta. Não podemos ficar de mãos atadas", declarou o guitarrista Alan Wallace.
 
Confira o videoclipe de "Inner Suffering", que contou com direção e edição das filmagens a cargo do baixista Davidson Mainart e a coprodução do vocalista Bruno Paraguay, em https://youtu.be/0_ndqXAnf2g
 

"Dark Echoes", disponibilizado nas plataformas digitais (Spotify, Deezer, Apple Music, Tidal) pela Blood Blast, subsidiária digital da alemã Nuclear Blast, traz participações especiais do vocalista sueco Bjorn Strid (Soilwork, The Night Flight Orchestra, At the Movies e Gathering of Kings), do guitarrista Jean Patton (Project46), do tecladista Márcio Buzelin (Jota Quest) e de Rodrigo Garcia (Orquestra Mineira de Rock nos Cellos). O sexto álbum de estúdio da banda mineira, formada por Bruno Paraguay (vocal), Alan Wallace (guitarra), Davidson Mainart (baixo) e Alexandre Oliveira (bateria, The Troops of Doom, Tianastácia e Raising Conviction), teve a arte de capa criada pelo artista carioca Rafael Moco.
 
Para ouvir o álbum "Dark Echoes", acesse: https://linktr.ee/eminenceband
 
Formação:
Bruno Paraguay (vocal)
Alan Wallace (guitarra e synths)
Davidson Mainart (baixo)
Alexandre Oliveira (bateria)
 
Discografia:
Faces (EP, 1997)
Eminence (EP, 1998)
Chaotic System (1999)
Humanology (2003)
The God of All Mistakes (2008)
Live Conexao Vivo (ao vivo, 2012)
The Stalker (2013)
Minds Apart (EP, 2018)
Dark Echoes (2021)
 
Site relacionado: http://www.eminence.com.br
Mídias sociais: @eminenceband

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music/

 

 

 

 

Area 55 lança EP acústico 'Unplugged'

Criado em Los Angeles (EUA) pelos brasileiros Julio Federici (vocal, King of Bones), Mika Jaxx (guitarra, Sioux 66 e React), Gui Bodi (baixo, Disciples of Babylon e Artur Menezes) e Boll3t (bateria, Aboleth e Hecatombe), o Area 55 surpreendeu com álbum de estreia, "One Ocean" (2020). Porém, com a impossibilidade de realizar os planos para a realização da turnê de promoção, o quarteto resolveu apresentar o outro lado de sua personalidade lançando um EP acústico, intitulado "Unplugged". "Sempre fomos fãs daquele formato do extinto 'Acústico MTV'. Assim, o baterista Boll3t certo dia deu a ideia e questionou: 'E se a gente gravasse o 'One Ocean' acústico?' Todos toparam e, então, começamos a procurar as melhores músicas para este EP de quatro faixas", comentou o guitarrista Mika Jaxx. "O acústico é um reflexo do que todos os músicos têm passado na pandemia, sem poder tocar ao vivo. Só nos restou não parar de gravar e o EP foi uma oportunidade que veio à mesa para podermos mostrar um outro lado da banda. Aquilo pode ser transformado, remodelado e, ainda assim, remeter diretamente à obra original, mas com uma nova interpretação", enfatizou o vocalista Julio Federici.
 
Entre as faixas escolhidas para o repertório de "Unplugged" está "Far Away", a primeira divulgada como single/videoclipe e que marcou a estreia da banda. "Quando iniciamos a produção do acústico era mais como um teste para sentir se realmente funcionaria, mas logo percebemos que o estilo do acústico coube perfeitamente. As músicas são ricas em harmonia e melodia, o que facilita transformá-las para essa nova roupagem. Chegamos a diminuir o bpm, mudar harmonias e detalhes, e ainda assim soam muitíssimo bem", analisou o baterista Boll3t.

Mika Jaxx explicou que ainda que o EP tenha sido produzido pela própria banda, houve envolvimento do produtor Brendan Duffey. "Produzidos tudo em nossos estúdios devido à pandemia, mas mantivemos o envolvimento do produtor Brendan Duffey. A mixagem foi feita por nosso baterista, Boll3t, mas Brendan ficou encarregado da masterização. Por sinal, ele continuará conosco para a produção do segundo álbum, que já está quase todo gravado, mas ainda sem data de lançamento", concluiu o guitarrista.
 
"Unplugged" - Repertório:
1- Behind the Black
2- Far Away
3- The Enemy
4- Save Me
 
Ouça o EP nas plataformas de streaming em https://www.smarturl.it/area55
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.





 Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/musicO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

The Troops of Doom lança novo EP, 'The Absence of Light'

Antecipado de forma exclusiva pelo site Metal Injection, "The Absence of Light" novo EP do The Troops of Doom, formado Alex Kafer (vocal e baixo), Jairo "Tormentor" Guedz (guitarra), Marcelo Vasco (guitarra) e Alexandre Oliveira (bateria), está disponível nas plataformas de streaming através da Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast. O material, que foi mixado e masterizado no Crosound Studio, na Noruega, por Øystein G. Brun (Borknagar) e teve arte de capa criada pelo pintor brasileiro, radicado em Portugal, Maramgoní, também será lançado em formato físico no Brasil, México e Europa. "Estávamos trabalhando a todo vapor em nosso full-length, mas resolvemos que não seria positivo lançá-lo nesse momento, pois percebemos que a pandemia ainda estava longe de ter uma definição e um fim. Eu pensei em lançar outro EP com material inédito para que servisse de 'ponte' entre o nosso primeiro EP, 'The Rise of Heresy' e o nosso futuro álbum de estreia", declarou o guitarrista Jairo "Tormentor" Guedz.
 
"The Absence of Light" é uma espécie de trabalho conceitual, já que as faixas "Introduction - The Absence of Light", "Act I - The Devil's Tail" e "Act II - The Monarch" são interligadas e contextualizam a mesma mensagem final. "O conceito inicial foi inspirado na obra 'Leviatã', do filósofo inglês Thomas Hobbes, mas com uma roupagem mais obscura, criando também uma parábola com a religião de uma maneira geral", pontuou Guedz. "Quando terminei de ler a obra, pensei: 'É isso, temos um conceito para este EP! Estou muito interessado no assunto de como a política e a religião determinam o futuro das pessoas e, especialmente, o poder que elas acumulam quando as duas se fundem em uma única forma de governo", acrescentou o guitarrista, que iniciou a carreira no Sepultura, com o qual gravou "Bestial Devastation" (1985) e o álbum "Morbid Visions" (1986).
 
O EP conta com a participação de Jeff Becerra (Possessed) na faixa "The Monarch", além de Lars Nedland (Borknagar, Solefald e White Void) no baixo nas três primeiras faixas e de Dave Deville na introdução orquestral. "Além da regravação de uma música de minha autoria com o Sepultura, 'Antichrist', achamos importante apresenta as duas faixas principais do EP também em formato 'demo'. É interessante que as pessoas sintam a diferença entre as versões e possam entender como a banda desenvolve suas ideias e músicas à distância, já que o The Troops of Doom foi criado em meio à pandemia", observou Guedz. "Além disso, a faixa 'Introduction - The Absence of Light' foi orquestrada pelo talentoso músico e produtor Dave Deville, que também foi responsável pela 'intro' do EP 'The Rise of Heresy'", completou.
 
Ouça o EP nas plataformas de streaming em https://backl.ink/148098404


 
Repertório - "The Absence of Light":
1. Introduction - The Absence of Light
2. Act I - The Devil's Tail
3. Act II - The Monarch feat. Jeff Becerra (Possessed)
 
Faixas Bônus:
4. Antichrist (Sepultura)
5. The Devil's Tail (Versão Demo)
6. The Monarch (Versão Demo)
 
O formato físico do EP estará disponível em CD pela Metalized Records no México e nos EUA, Hellven Records na Europa e Voice Music no Brasil. Além disso, será lançado em vinil pela Hellven Records na Europa e em fita cassete pela Repulsive Echo Records na Europa.

The Troops of Doom ao vivo
O The Troops of Doom agendou o primeiro show de sua carreira no "Over Metal Fest 2021", que ocorre no dia 11 de dezembro no Fabrique Club, em São Paulo (SP), ao lado de Torture Squad e Attomica, além da presença de Vitor Rodrigues (vocal, Tribal Scream, Victorizer, ex-Torture Squad e Voodoopriest), que cantará algumas músicas com Torture Squad e Attomica. Os ingressos estão disponíveis pela Sympla (https://www.sympla.com.br/over-metal-fest-2021__1322294).


 
Site relacionado e loja online: www.thetroopsofdoom.com
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom

Booking/Management: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Whatsapp: +55 21 998581699, c/ Rodrigo Scelza

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Inventtor: expondo o lado cruel da depressão em 'Sino Negro', novo single/clipe

Inventtor, banda mineira de death/doom metal, apresenta o novo single e videoclipe, "Sino Negro", já disponível em todas as plataformas digitais e que contou com produção a cargo de Andre Damien (Paradise in Flames). "O novo single expõe as sensações terríveis da depressão, onde usamos metáforas para narrar alguns sentimentos e situações", explicou o baterista Alan Souza. "Perdemos parentes, amigos e conhecidos nesse período trágico. Alguns justamente para a depressão. Em 'Sino Negro', quisemos expor o lado cruel da doença, contrastando com o refrão motivacional da música", acrescentou.
 
Veja o clipe de "Sino Negro", dirigido e editado por Davidson Mainart e com Bruno Paraguay como assistente de produção, em https://youtu.be/WZy7zJAr8CE



Embora atuando como um duo, Gleydson Vitalino (vocal e baixo) e Alan Souza (bateria e backing vocals) contaram com a presença do guitarrista e produtor André Damien. "Estamos trabalhando nos singles que antecedem nosso primeiro álbum, ainda sem data definida para ser lançado. Aproveitamos para agradecer todo o apoio e imenso carinho que estamos recebendo a cada lançamento", concluiu Alan Souza.
 
Mídias sociais e plataformas de streaming: https://linktr.ee/inventtorband
 
Ouça no Spotify em https://is.gd/ab6QEa
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/musicO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

Old Audrey's Funeral: quinteto mineiro apresenta segundo single e videoclipe

Após lançamento de "The Plague Within", a banda mineira Old Audrey's Funeral, formada por Elvis Dias (vocal), Renato Audrey e Elimar Rezende (guitarras), Tony Lessa (baixo) e Carlos Coelho (bateria), apresenta o single e videoclipe "Eternal Nights (The Witch)". Composta por Elimar "Trolha" Rezende, arranjada pela banda e com letras de Tony Lessa e Carlos Coelho, a música transporta o ouvinte para um pesadelo macabro do baterista Carlos Coelho. "A letra versa sobre os medos noturnos representados pela bruxa que vem toda noite atormentar seu sono. Uma bruxa impiedosa dilacera Carlos Coelho durante o sono por noites infindáveis e dolorosas. Sedenta de sangue, a bruxa das noites eternas se alimenta do seu medo invadindo sua alma com seus olhos vermelhos trazendo sensações horríveis e infligindo dores insuportáveis à sua alma já consumida pelo terror", detalha Tony Lessa.
 
Gravada e produzida por André Carvalho no estúdio Maçonaria do Áudio, "Eternal Nights (The Witch)" teve seu lançamento em todas as plataformas de streaming (Spotify, Deezer, Tidal, Apple Music e outras) no último dia 21 de julho. Já a arte, elaborada por Elvis Dias, representa fielmente a personagem obscura da letra.
 
Confira o videoclipe de "Eternal Nights (The Witch)" em https://youtu.be/M2hQTZ3ulk8
 

O clipe foi dirigido novamente por Bruno Paraguay (Eminence) e conta com a participação especial de O. Mortis, atual vocalista da banda Paradise In Flames. "No clipe, lançado com exclusividade no festival 'Metal com Batata Stay Home Festival 10ª Edição', O. Mortis encarna maravilhosamente a personagem central da música. Aguarde por mais novidades, pois esse é só o começo. Procure pela bruxa ou ela encontrará você... Stay OAF", conclui Renato Audrey.
 
Contatos: https://linktr.ee/oafuneralofficial

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Elevenber: duo de new age lança single no estilo heavy metal

O Elevenber, formado em 2017 por Ana Paula Dias (vocais) e Rafael Agostino (instrumentos) lançou o single "Far Beyond", primeiro do duo no estilo heavy metal, trazendo diversas influências de bandas como Savatage, Royal Hunt e Black Sabbath, além de influência de música celta. "Como '11th Dimension', lançado em junho do ano passado, era voltado ao estilo new age, sentimos que era hora de lançar algo mais pesado e somente um instrumento seria capaz de reproduzir a tensão e densidade que queríamos nessa música. Então, decidimos usar a guitarra e assumir nossas raízes", comentou Rafael Agostino.
 
A letra de "Far Beyond" traz a ideia de habitarmos um novo lugar caso o nosso planeta se torne inabitável. "A canção nos indaga sobre cuidarmos do nosso planeta enquanto ainda há tempo, ao invés de pensarmos em habitar um novo mundo cometendo os mesmo erros aqui da Terra", explicou Ana Paula Dias. "Através dessa ideia a capa foi elaborada pelo artista Rômulo Dias", acrescentou Agostino.
 
Confira o videoclipe de "Far Beyond" em https://youtu.be/CKREICGK2cA



A mixagem e masterização ficaram a cargo de Henrique "Baboom" Canalle, que já havia mixado o primeiro álbum, "11th Dimension". "Far Beyond" é o décimo vídeo lançado pelo duo no YouTube. Além de músicas do primeiro álbum, o Elevenber também gravou releituras de bandas como Pantera e Megadeth no estilo piano e voz. "Ainda não sabemos ao certo quantas músicas pesadas vão estar presentes no nosso próximo disco, queremos fazer algo bem eclético e mesclado, já temos mais três músicas prontas, sendo uma delas mais voltada pro estilo Gothic/Doom com fortes influências de Candlemass e Paradise Lost", concluiu Ana Paula Dias.
 
Ouça nas plataformas de streaming:
Spotify: https://is.gd/20xVvK
Deezer: https://is.gd/BCuJCy
 
Site relacionado: www.elevenber.com.br
 


Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Hammurabi se torna 'one-man-band' e lança single

Hammurabi, banda oriunda de Belo Horizonte (MG), faz parte da terceira geração de um celeiro de grupos que mudaram o status quo da música pesada mundial, como Sepultura, Sarcófago, The Mist, Chakal, Sextrash, Holocausto, entre outras. Para celebrar os seus 15 anos, o músico Daniel Lugondi apresenta o single "MMXXI". Explorando problemas sociais, econômicos e políticos em suas letras, o single traz toda a fúria de um músico, invariavelmente incomodado e sintonizado com as discrepâncias e desigualdades do Brasil. "A música traz um misto de melancolia e raiva ao explorar o panorama da pandemia no Brasil", explica Lugondi, que a compôs, gravou e finalizou-a em seu home studio. "Utilizei citações de Simone de Beauvoir e Paulo Freire para criticar um sistema de classes que desprivilegia as grandes massas a revelia dos mais ricos e poderosos", acrescenta.
 
Ouça o single "MMXXI" em https://youtu.be/QxHv-T3i7WU
 


Ao longo de sua trajetória, o Hammurabi se apresentou com ícones do metal, como Sodom, Dark Funeral, Vader, Krisiun, Almah, Onslaught, Torture Squad, Nervochaos, entre outros. Seus lançamentos incluem o EP "Shelter of Blames" (2008), "The Extinction Root" (2010) e "L.A.W" (2018), além de diversos singles, como"The Emperor Returns to the Front" (2015), e um bootleg ao vivo, "Burning in Cuiabá" (2012).
 
"Pensando em pós-pandemia – músicos e indústria vacinados e também o público podendo se aglomerar em segurança – existe uma expectativa de que retomemos a banda já que temos alguns milestones a serem atingidos. Acredito que o maior exemplo se encontra na expansão e abrangência da marca, in loco, já que a banda nunca excursionou fora do país, apesar de ser uma marca já estabelecida na cabeça dos bangers brasileiros", concluiu Daniel Lugondi.
 
Para ouvir nas plataformas de streaming, acesse: https://hammurabi.hearnow.com/
 
Mídias sociais:
https://www.facebook.com/HammurabiBrasil
https://instagram.com/HammurabiBrasil
https://twitter.com/HammurabiBrasil
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Imprensa - ASE Music:
 http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Sumerian Project: clipe trata programa de exploração de Marte com bom humor

O Sumerian Project, criado em 2018 com o objetivo de fundir estilos e abordar uma temática conceitual baseada na literatura ufológica, apresenta o videoclipe para "Welcome to Mars". "A letra de 'Welcome to Mars' liga a mitologia suméria, o livro perdido de Enki, com a missão terráquea em marte, 'Mars 2020', que inclui o rover Perseverance e está em curso nesse momento em solo marciano", explica Maycon Avelino, que gravou os teclados e backing vocals. "Ela um paralelo com a questão de quem são os alienígenas agora e ainda sugere que a Terra foi colonizada por elites marcianas depois de um cataclismo nuclear. Também trata a questão com bom humor, na forma uma gangue vermelha marciana que dá boas-vindas aos humanos e suas parafernálias", acrescentou.
 
Confira o clipe de "Welcome to Mars", produzido pela Starship Vídeos, Santart Audiovisual e Open Arts, em https://youtu.be/NMwqsIdiYeQ
 


Gravada por Maycon Avelino, Luis Fernando Delgado (guitarra e baixo) e Arthur Pires (bateria), "Welcome to Mars" traz o vocalista do Venomous, Tigas Pereira, como convidado. "Foi um grande prazer ter trabalhado mais uma vez ao lado do Maycon, que participou como artista convidado no novo clipe do Venomous que lançamos em parceria com May Puertas, do Torture Squad. E foi nesse mesmo dia, após uma cervejinha ou duas, que surgiu o convite para que eu retribuísse o favor em assumir os guturais de 'Welcome to Mars', e ainda por cima dando as caras no clipe", comentou Tigas Pereira.
 
A música foi produzida por Luis Fernando Delgado no Estúdio Magma, com mixagem e masterização em parceria com Rogerio Wecko, do estúdio Dual Noise.
 
Mídias sociais:
www.instagram.com/sumerianproject
facebook.com/sumerianprojectband/
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music:
 http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Mortifer Rage lança novo single, 'Self War'

O grupo mineiro de death metal Mortifer Rage, atualmente formado por Carlos Pira (vocal e baixo), Robert Aender (guitarra), Ramon C. (guitarra e backing vocals) e Angelo Pettersson (bateria), apresenta o novo single, "Self War". O material, que antecipa o lançamento do novo álbum, marcado para ser lançado no início de 2022 pelo selo Rapture Records, foi gravado no estúdio Maçonaria do Áudio, em Nova Lima (MG), com produção a cargo de André Damien e a capa por Marlon Lima. "O single 'Self War' sucede 'Touch of Blood', que saiu em videoclipe e marcou a entrada do baterista Angelo Petterson. A temática aborda a luta pessoal do ser humano para se livrar de doutrinas impostas. Trata-se de uma visão introspectiva, na qual se trava uma guerra interior tentando levantar a bandeira da racionalidade e fugir de uma luz que cega toda essa razão", explicou o guitarrista Robert Aender.

Ouça o single "Self War" em https://youtu.be/wtAqmZSxsZk
 


Criado em 1999 na cidade de Santa Luzia, situada na Grande BH, o Mortifer Rage estreou em 2000 com o EP "Hangmen's Hate". Praticando um death metal forjado na fúria, técnica e obscuridade, trouxe em sua temática um legado de ódio contra a hipocrisia religiosa, política e todas as formas de manipulação humana. "Depois da estreia, que nos possibilitou fazer shows em vários lugares pelo Brasil e a participar da coletânea Rock Soldiers volume 4, lançamos o álbum 'Legacy of Obsessions', que saiu de forma independente, mas foi distribuído na Europa pelo selo português Hallucination Productions", recordou Robert Aender.

Após "Legacy of Obsessions" (2002) vieram os EPs "Deformity" (2004) e "Field of Flagellation" (2013), os álbuns "Murderous Ritual" (2008), e "Fall of Gods" (2017), além da participação nas coletâneas "Extreme Underground" (2005) e "Killing All The Posers – Volume 2" (2005). "Durante este período, fizemos diversos shows pelo Brasil, incluindo a abertura para o Incantation e a participação nos festivais 'Setembro Negro' (SP), 'Palco do Rock' (BA), 'Franca Metal Fest'", detalhou o vocalista e baixista Carlos Pira.

Após "Self War", o grupo planeja soltar mais um single de uma das faixas que integrarão o novo álbum, ainda sem título definido. "Teremos o lyric vídeo de 'Self War' e até fim do ano pretendemos lançar o último single e videoclipe antes do lançamento do novo álbum, ainda sem título definido, que sairá no início de 2022", concluiu o guitarrista Ramon C.

Contatos:
https://linktr.ee/mortiferrage
www.facebook.com/mortiferragebr/
www.instagram.com/mortiferragebr/

Ouça no Spotify: https://is.gd/lmbK9i

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Projeto OUTRO apresenta single com letra inspirada em poema de Augusto dos Anjos

O OUTRO, projeto paranaense do multi-instrumentista e vocalista Guilherme E Silveira, apresenta o primeiro single e vídeo, "Vísceras ao Verme Deus". "A sonoridade parte do heavy metal, mas conta com influências que atravessam o rock e metal brasileiros, como Dorsal Atlântica, Planeta Cânhamo, Pavilhão 9 e Nação Zumbi, além de outros gêneros contemporâneos, como Boris, Terra e Unsane", explica o músico.

As composições do projeto se constroem a partir de diálogos com outras linguagens, como literatura, histórias em quadrinhos e artes visuais. Na letra de "Vísceras ao Verme Deus", por exemplo, Silveira se inspirou na poesia "Deus Verme", do poeta Augusto dos Anjos."No poema, o verme é visto como superior por ser o devorador de tudo, o que ainda está lá após a morte de tudo e todos. Não há como ler esse poema hoje sem, de alguma forma, pensar em pessoas que agem da mesma maneira, se colocando acima dos outros e sobrevivendo da morte ou do sofrimento alheios", comenta Silveira. "O lyric vídeo brinca ironicamente com a vida familiar padrão e a presença da morte rondando e rindo dessa vida esvaziada. 'Vísceras ao Verme Deus' antecipa o álbum, que será lançado no final de outubro e contará com três vídeos realizados pela videomaker Leda Siloto", completa.

Veja o lyric vídeo de "Vísceras ao Verme Deus" em https://youtu.be/tkxnFQayqmw
 


O álbum de estreia, "Moebius e o Palácio", contará com faixas combinadas a partir do HQ "Pra quem? Moebius e o Palácio", também de autoria do músico e artista. "Antes de adotar o nome OUTRO, o projeto era conhecido como Horror. Cheguei a lançar os singles 'Deus' e 'Ruas', mas como havia muitas bandas homônimas, mudei o nome. Porém, a concepção se manteve", recorda Silveira.

Assim que concluiu a publicação de "Pra quem? Moebius e o Palácio", HQ construída com referências a outros artistas, Silveira buscou traduzir em músicas as sensações das imagens e do ritmo dos quadrinhos. "As imagens ainda estavam ecoando na minha cabeça e isso foi ótimo, porque o álbum saiu de uma só vez. Fui gravando riffs, organizando e modelando as ideias e em pouco tempo estava com dez músicas, ainda sem as letras. Não queria usar o texto da HQ, mas somente o clima e o ambiente. Por isso, usei as palavras-chave (verme, bruxa, caminho, margem), além de uma ou outra frase mais completa. No geral, as letras falam sobre a busca por encontrar brechas para seguir um caminho sem se adequar às pressões. Há um tom político por trás, sempre há", detalha.

"Como queria o conceito refletido no som, não compus buscando um estilo. Por isso, as referências são variadas e aparecem sem muito cálculo, indo do stoner rock ao metal extremo. Gosto muito do som sujo e mais cadenciado que era típico dos anos 1990, inclusive muito presente no nosso rock, como Nação Zumbi, Sepultura e Pavilhão 9, assim como a liberdade de bandas que colocam o ruído e a ambiência na frente de uma forma 'ideal' de som, como Boris e Unsane. Todas essas cruzam sonoridades, não são puristas, e busco nelas essa referência à liberdade criativa", concluiu.

Ouça o single" Vísceras ao Verme Deus "no Spotify: https://is.gd/vATSB4

Sites relacionados:
https://www.instagram.com/outroriscosonoro/
https://www.facebook.com/outroriscosonoro
https://outroriscosonoro.bandcamp.com/
guilhermeesilveira.com.br/outroriscosonoro

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

The Troops of Doom: show de estreia tem data marcada em São Paulo

O The Troops of Doom, formado em meio à pandemia no ano passado e que conta com Alex Kafer (vocal e baixo), Jairo "Tormentor" Guedz (guitarra), Marcelo Vasco (guitarra) e Alexandre Oliveira (bateria), agendou o primeiro show de sua carreira no "Over Metal Fest 2021", que ocorre no dia 11 de dezembro no Fabrique Club, em São Paulo (SP). "A banda foi criada em meio ao isolamento social nestes tempos de pandemia e, por isso, todo o nosso trabalho foi feito de forma remota. Agora, não vemos a hora de fazer o que mais queríamos desde a formação do The Troops of Doom, que é estar no palco e tocar para o público", declarou Jairo "Tormentor" Guedz.

Após causar furor com o EP "The Rise of Heresy" (2020), lançado no Brasil e no exterior, o grupo agora se prepara para o lançamento do novo EP, "The Absence of Light", que contará com participações de Jeff Becerra (Possessed) e Lars Nedland (Borknagar). Programado para sair em setembro, o material contará com seis faixas, tendo mixagem e masterização feitas no Crosound Studio, na Noruega, por Øystein G. Brun (Borknagar) e arte de capa criada pelo pintor brasileiro, radicado em Portugal, Maramgoní. "The Absence of Light", que terá distribuição digital pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast, também será lançado em formato físico no Brasil, México e Europa.
 
Confira o videoclipe de "Whispering Dead Words", faixa do EP "The Rise of Heresy" (2020), em https://youtu.be/BqijWOxvHbo




Ao lado do The Troops of Doom no "Over Metal Fest 2021" estarão Torture Squad e Attomica, além da presença do convidado especial, Vitor Rodrigues (Tribal Scream, Victorizer, ex-Torture Squad e Voodoopriest), que cantará algumas músicas com Torture Squad e Attomica. "Com muita felicidade podemos anunciar aquele que será o primeiro show do The Troops of Doom. Tenho certeza que será uma noite mais que especial, pelo fato de ser nossa primeira vez ao vivo e, claro, um sopro de normalidade em meio a todo este caos que a pandemia causou. Feliz também de estarmos ao lado de bandas significativas como Torture Squad e Attomica. Aguardamos todos", concluiu Alex Kafer.

OVER METAL FEST 2021:
Data: 11 de dezembro (sábado)
Local: Fabrique Club
Endereço: Rua Barra Funda, 1071 – Barra Funda, São Paulo/SP
Horários: 17h – Abertura da Casa | 22h – Encerramento do Evento
Ingressos: https://www.sympla.com.br/over-metal-fest-2021__1322294

 
Ouça o EP "The Rise of Heresy" nas plataformas de streaming em https://backl.ink/142669610

Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Site relacionado e loja online: www.thetroopsofdoom.com
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom

Booking/Management: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Whatsapp: +55 21 998581699, c/ Rodrigo Scelza

 
Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Posers: clipe de 'Lixo' e a reflexão sobre a psicopatia

"A faísca da composição foi o barulho de um caminhão de lixo enquanto estávamos num processo de brainstorm, e a primeira reflexão foi de como as pessoas são tratadas como lixo". Assim descreve o guitarrista e vocalista Guilherme Colosio sobre "Lixo", o novo single e videoclipe do duo Posers, completado pelo multi-instrumentista Pedro Miranda. "Algo que nos chamou muito a atenção foi o episódio envolvendo o Hospital Colônia de Barbacena (hospício), pano de fundo para o livro 'Holocausto Brasileiro'. Sob esta perspectiva tratava-se de um depósito de gente. Porém, falar da loucura ainda estava muito abrangente e as leituras que estávamos fazendo paralelamente sobre psicopatia acabou por nos chamar mais a atenção. Um traço fundamental da psicopatia é o olhar da pessoa sempre voltado para si, buscamos criar esse contexto de insanidade através de uma atmosfera de suspense", acrescentou.
 
Por sua estética focada no clássico e em peças de teatro, o duo procura passar suas mensagens de forma abrangente no audiovisual. Assim, o trabalho para o videoclipe buscou ilustrar o comportamento de um psicopata e sua investida contra a vítima. "Ao longo do processo a troca de figurinos, maquiagens e cenários buscavam valorizar a instância da psiquê preponderante no momento e seus conflitos com as outras instâncias", explicou Guilherme Colosio.

Veja o videoclipe do single "Lixo" em https://youtu.be/AyBktrwRDKE
 


Além de referências ao metal industrial e ao gótico, especialmente Rammstein e Lacrimosa, o duo traz uma estética focada no clássico e em peças de teatro, principalmente na obra de William Shakespeare. Desta vez, o duo explorou timbres com ressonância, tendo sintetizadores e guturais fazendo contraposição ao silêncio e calmaria. "Exploramos timbres com bastante ressonância dentro de uma harmonia que não se resolvia rapidamente. 'Lixo' é para ser ouvida em volume alto para um maior envolvimento com a atmosfera criada", concluiu o multi-instrumentista Pedro Miranda.
 
Ouça "Lixo" no Spotify em https://is.gd/EAyEkK
 
Sites relacionados: https://linktr.ee/posers
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Mapius: single 'My Dreams' traz participação do guitarrista Luis Follmann

Com o lançamento de singles que farão parte do primeiro EP, "Changing Times", marcado para ser lançado no início de 2022, a banda mineira de modern metal Mapius vem chamando a atenção. Após "Shut Up" e "Renovação", agora é a vez do single e clipe para "My Dreams". "Nossa primeira balada mescla momentos mais calmos, com guitarra clean, e também outros mais agressivos. Além disso, vem com instrumentos de orquestra, como violino, dando uma sensação de profundidade e de alto teor emocional. Isso vai de encontro com a sensação de reflexão, pois a mensagem principal é de que não devemos desistir dos nossos sonhos e de não importa quantas pedras surjam em nosso caminho", detalha o guitarrista Tico Campos. "Ela tem um caráter motivacional, dando ânimo para que as pessoas continuem lutando pelos seus objetivos, independentemente de qualquer situação ou obstáculo que surjam", acrescenta a vocalista Ana Lima.

Confira o clipe de "My Dreams", filmado e editado por Bruno Paraguay, em https://youtu.be/J3QCfPFqGjU

"My Dreams" conta com a participação especial do guitarrista Luis Folmann, da banda OverAlive. "Tivemos a presença de Sydnei Carvalho no single 'Renovação', música que inclusive tocou no programa 'Autoral Brasil' da Kiss FM, e agora temos outro expoente da guitarra brasileira, Luis Follmann. Ele criou um solo diferenciado, mesclando elementos da linguagem jazz e fusion juntamente com o rock", observa Tico Campos. "A profundidade sonora gerada pela orquestra, as guitarras clean e os sintetizadores, juntamente com um compasso 6/8, fazem com que a música traga a sensação de que o ouvinte está em um sonho. Os efeitos eletrônicos mantêm a sensação futurista, que é a nossa característica", completa.

Com referências a nomes como Evanescence, Linkin Park, Lacuna Coil, Jinjer, Butcher Babies, Infected Rain, The Agonist, Otep e In This Moment, o duo atualmente prepara o EP "Changing Times", que terá seis faixas. Marcelo Braga, responsável pela criação dos efeitos eletrônicos, cuidou da produção, mixagem e masterização. "O EP traz uma grande diversidade, desde músicas mais cadenciadas até outras pesadas, com rap e com características de djent e metalcore", aponta Tico Campos. "O título 'Changing Times' (tempos de mudança) foi escolhido porque temos temas relacionados ao crescimento pessoal, como lidar com críticas, desafios, pessoas tóxicas, ansiedade e frustrações. A ideia é fazer com que acreditemos nos sonhos e na superação de desafios, como na letra do novo single, 'My Dreams'. O EP traz mensagens positiva, dando a ideia de que é hora de evoluir, melhorar e superar qualquer desafio. É tempo de mudança positiva para todos", conclui Ana Lima.

Sites relacionados:
Instagram: instagram.com/mapius_band/
Facebook: facebook.com/mapiusband
Twitter: https://twitter.com/mapiusband

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 
Imprensa - ASE Music: www.asepress.com.br/music/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Visit fbetting.co.uk Betfair Review