Nite Stinger coloca hard rock brasileiro em alta com 'Gimme Some Good Lovin''

O Nite Stinger, formado por Jack Fahrer (vocal), Roger Benet e Bruno Marx (guitarras), Bento Mello (baixo) e Ivan Busic (bateria), apresenta o primeiro single e vídeo, "Gimme Some Good Lovin'", faixa que abrirá o repertório do álbum de estreia, "Nite Stinger", agendado para outubro. "A 'Gimme Some Good Lovin'' foi a primeira que fizemos já com Jack Fahrer efetivado nos vocais. Ela abre o disco e veio de uma ideia baseada em riffs de George Lynch, algo que foi saindo de um modo bem natural. Ela traz toda a sonoridade do hard rock do final dos anos 80, respeitando a linguagem e efeitos da época", observou o baixista Bento Mello. "A música fala sobre o poder de sedução de uma mulher e sua vontade de ser seduzida. Ela foi a escolhida para tanto abrir o disco quanto para ser single por ter sido a que melhor representou o trabalho como um todo e mostrar a mistura das influências do Nite Stinger", acrescentou o vocalista Jack Fahrer.
 
Veja o videoclipe de "Gimme Some Good Lovin'", dirigido por Rodrigo Barth, em https://youtu.be/lSOGIhE85UU
 


Bento Mello recorda que o processo de composição teve, em um primeiro momento, os ensaios com a banda em estúdio tocando, época em que foi criada "Gimme Some Good Lovin'". "Levantamos quatro músicas e gravamos três para uma demo. Dessa leva foram criadas 'Gimme Some Good Lovin'', 'Saturday Night' e 'By Your Side'. Porém, terminamos de gravar em março de 2020 e o resto da história todo mundo sabe, porque o mundo ficou em isolamento social por causa da pandemia", disse. "Fomos obrigados a ficar em casa, mas fizemos tudo de forma remota, trocando arquivos. Finalizamos as demos instrumentais por volta de agosto do ano passado. Então, como os índices da primeira onda da pandemia estavam caindo, me reuni com Jack, que na época era meu vizinho, e fomos gravar as demos, criar as letras e melodias. E foi assim que o repertório ficou pronto", acrescentou.
 
O álbum "Nite Stinger" sairá em formato físico no Brasil pela Animal Records e na Europa pela Steelheart Records. Já a Canil Records fará o lançamento no formato digital. O próximo lançamento após 'Gimme Some Good Lovin'' será o single e lyric video da faixa "That Feeling".
 
Ouça
"Gimme Some Good Lovin'" nas plataformas de streaming em https://bit.ly/Nite_Stinger
 
Mídias Sociais (@nitestinger):
Facebook: https://www.facebook.com/nitestinger
Instagram: https://www.instagram.com/nitestinger/
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Laboratori lança single/clipe de versão da clássica 'Walk This Way' (Aerosmith & Run-DMC)

Após trabalhar a divulgação do EP "Nóis por Nóis" no primeiro semestre, o Laboratori apresenta agora uma versão para a clássica "Walk This Way", originalmente faixa do álbum "Toys in the Attic" (1975), do Aerosmith. "Esta música representa muito, pois a versão de 1986 com Steven Tyler, Joe Perry e o Run-DMC, que saiu em videoclipe, mudou o panorama. Ela ganhou notoriedade e se tornou a pedra fundamental para o início do subgênero 'rap rock'", comentou o baterista Jean Forrer. "É aquele tipo de música que saiu naturalmente nas mãos do Aerosmith, pois veio de um riff que Joe Perry estava fazendo durante uma passagem de som. Para a gente também foi uma escolha natural. Escolhemos essa música porque é uma mistura de riff de guitarra com base de rima de rap, que é o que a gente faz", acrescentou o vocalista Chili.

Com afinação mais baixa e letra em português, Chili (vocal), Jean Forrer (bateria), Mounir (baixo e vocal) e Wecko (guitarra) mantiveram a essência da composição, mas imprimiram as suas características. "A ideia foi dar uma nova roupagem ao som, com direito até a um breakdown na parte final", explicou Chili. "Esta é a segunda vez que lançamos um cover, pois no ano passado fizemos uma versão de 'Bulls on Parade', do Rage Against the Machine, em parceria com o Escombro", acrescentou Jean Forrer.

Confira o videoclipe do Laboratori fazendo "Walk This Way", dirigido por Rafael Rossener, em https://youtu.be/iNywcLSIAPU


 
Para acompanhar o lançamento, a banda também traz um novo modelo de camiseta para a sua linha de merch. Com as letras RCSF (respeito, compromisso, sangue e família) no peito, faz referência ao icônico logo do Run-DMC e nas costas a frase "Sangue de luta é o que sou, alma guerreira, dom de vencedor", um trecho da letra escrita por Chili.

O próximo projeto do Laboratori será um full álbum com as principais músicas da banda gravadas ao vivo no estúdio Dual Noise (SP). Nesse período de quase dois anos sem fazer shows, este trabalho vem para registrar um pouco da energia da banda em sua performance. "A primeira música já foi divulgada no início de agosto, 'Quem é Quem', mas ao longo das próximas semanas serão reveladas outras músicas no YouTube, até novembro, quando o álbum sairá na íntegra", concluiu o baixista Mounir.

Veja o vídeo de "Quem é Quem" ao vivo em https://youtu.be/3aL4IE81RL0

Instagram: @laboratori_rcsf
Spotify: https://tinyurl.com/yxs9jajr
Facebook: https://www.facebook.com/laboratori.oficial
Youtube: https://www.youtube.com/LaboratoriRCSF
Loja/Merch: https://www.laboratorircsf.com.br/

Laboratori: "RCSF é o que vira pra nóis."





Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Nite Stinger: nova banda de hard rock exalta a vida noturna

Muita coisa ocorre do anoitecer até as primeiras horas da manhã. Assim, se hard rock combina com a vida noturna, o Nite Stinger, que fará sua estreia em 20 de agosto com o primeiro single e vídeo, promete fazer barulho na cena hard. O grupo surgiu quando Bento Mello deixou o Tales From The Porn, em abril de 2019. "Falei com o guitarrista Bruno Marx, que era meu parceiro no Tales, e combinamos de fazer algo novo. A princípio, algo próximo daquela primeira leva do hard rock dos anos 1980, na linha 'Shout At the Devil' do Mötley, os primeiros do Ratt e do Dokken", recordou o baixista Bento Mello, que também integra o Sioux 66 como guitarrista. "Tínhamos um baterista em mente, Roger Katt, que hoje está no Mercy Shot. Começamos a fazer alguns ensaios, só que como o Sioux 66 estava em plena atividade e também fui viajar, demos uma segurada. Quando deu uma aliviada após o lançamento do Sioux 66 e depois que tocamos no 'Rock in Rio', pudemos retomar os ensaios", acrescentou.
 
A escolha do nome veio, inicialmente, quando Bento Mello pensou em um cardápio de drinques. "Quando conversava com um amigo, João Piccolo, que é bartender em São Paulo, ele falou: 'Midnight Stinger'. Passamos a nos tratar com este nome, o tempo passou, gravamos a demo e veio a pandemia. Em uma das várias conversas de forma remota, concluímos que o nome estava um pouco longo, fora a questão de termos várias bandas com o nome parecido, como Midnight Danger, Midnite City, Midnight Circus, Midnite Club, Midnight Sun, Midnight Blue, etc. Foi por isso que optamos por manter a origem, mas encurtar para Nite Stinger", explicou.
 
Jack Fahrer (vocal), Roger Benet e Bruno Marx (guitarras), Bento Mello (baixo) e Ivan Busic (bateria) apresentarão o primeiro single e vídeo, "Gimme Some Good Lovin'", em 20 de agosto. "Foi a primeira música que fizemos já com Jack Fahrer efetivado nos vocais. Ela abre o disco e veio de uma ideia baseada em riffs de George Lynch, algo que foi saindo de um modo bem natural. Assim que a base ficou pronta, mandei para Jack e ele rapidamente mandou a melodia praticamente pronta. Ali vimos que a vibe estava certa e o time tinha tudo para encaixar", declarou Mello. "Ela traz toda a sonoridade do hard rock do final dos anos 80, respeitando a linguagem e efeitos da época. A música fala sobre o poder de sedução de uma mulher e sua vontade de ser seduzida. Ela foi a escolhida tanto para abrir o disco quanto para ser single por ter sido a que melhor representou o trabalho como um todo, além de mostrar a mistura das influências do Nite Stinger", acrescentou Jack Fahrer.
 
Por sinal, a escolha de Fahrer veio por acaso, em uma noitada. "Encontrei Fahrer num bar e contei que estava começando um lance novo. Eu já tinha trabalhado com ele, inclusive em uma música do Sioux 66, e tínhamos uma afinidade legal para trabalhar. Foi então que ele questionou se poderia cantar, seguindo uma linha mais Bon Jovi e Poison. Ele estava vindo de trabalho na country music, mas na dificuldade de encontrar um bom vocalista, tudo ficou óbvio. Ele é super amigo e a nossa linha de som seria apenas um 'desvio curto'. Foi assim que juntamos o time num primeiro momento", contou Mello.
 
Já a entrada do experiente Ivan Busic (Dr. Sin) ocorreu quando a produção das demos foi finalizada. "Quando fechamos o repertório e as letras, não daria para entrar em estúdio porque o baterista Roger Katt estava ocupado com outros trabalhos e projetos. Falamos com ele, que segue com o Mercy Shot, mas precisávamos de um baterista para gravar, mais até do que se tornar um integrante fixo. Pensamos em alguns nomes e Jack mencionou Ivan Busic, pois são amigos desde a infância. Bem, o currículo do Ivan, que já tinha escutado as demos e curtido, fala por si. Ele topou gravar e colocou o Andria Busic na jogada, pois gravamos no estúdio deles as baterias. Ivan curtiu muito o resultado final e sentenciou: 'Eu sou o batera!'. Assim, o time se formou oficialmente", revelou Bento Mello.
 
Além do lançamento do single e clipe de "Gimme Some Good Lovin''' em 20 de agosto, o Nite Stinger promete outro single, com lyric video, para a música "That Feeling". "Dia 15 de outubro lançaremos o primeiro disco, autointitulado, que sairá em formato físico no Brasil pela Animal Records e na Europa pela Steelheart Records. A Canil Records lançará no formato digital. "Queremos divulgar ao máximo o disco e esperamos poder fazer ao menos alguns shows por aqui. Precisamos ter cautela e esperar para ver como vai ficar a questão da pandemia, mas, ainda assim, temos ideias na manga que não usamos para esse disco, além de bons riffs e melodias que Roger e eu criamos. Porém, adianto que será uma banda sólida e a ideia é fazer barulho por bastante tempo", concluiu Mello.

Faça o pré-save do single Gimme Some Good Lovin' em https://is.gd/E1UbRw
 
Mídias Sociais (@nitestinger):
Facebook: https://www.facebook.com/nitestinger
Instagram: https://www.instagram.com/nitestinger/
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

 

Lockdown: banda com João Gordo (R.D.P.) e Antonio Araújo (Korzus e Matanza Ritual) lança EP em vinil e CD

Os selos Neves Records, Melomano Discos e All Music Matters disponibilizaram o EP de estreia do Lockdown, "Unholy Ceremony Heretic", em vinil com lado único (single sided) e em CD (digipack trifold). Criado durante a pandemia pelo vocalista João Gordo (R.D.P.), o guitarrista Antonio Araújo (Korzus e Matanza Ritual), o baixista Rafael Yamada (baixo, Claustrofobia e ex-Project 46) e o baterista Bruno Santin (Endrah), o EP "Unholy Ceremony, mixado e masterizado por Rodrigo Oliveira (Korzus) no Dharma Studios (SP), trouxe um death metal encorpado e agressivo. "O material tinha sido lançado apenas nas plataformas de streaming pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast, e agora finalmente está disponível em vinil e CD", disse o guitarrista Antonio Araújo.
 
Afora a união de músicos conhecidos, o Lockdown traz João Gordo cantando de forma mais brutal do que nunca. "Fiquei feliz porque nunca tinha feito death metal na vida”, comemorou o vocalista. Curiosamente, desde 1993, com "Just Another Crime in... Massacreland", lançado pelo Ratos de Porão, João Gordo não gravava um disco completo em inglês. "Até gravei outros sons em inglês na época do 'Feijoada Acidente', mas eram covers. Quando Antonio me convidou, as músicas e letras já estavam prontas. Achei que seria difícil, mas tudo funcionou quando comecei a cantar, inclusive com pronúncia e sotaque aceitáveis", revelou.
 
Confira o clipe de "Archangel", dirigido e editado por Raul Machado, em https://youtu.be/84oPT64tFR8




"Unholy Ceremony Heretic", que contou com arte gráfica criada pelo renomado artista Alcides Burn (Burn Artworks), foi antecipado pelos singles "Archangel", "Hymn of Hate" e "Desprezo", que também saíram acompanhados por vídeos. Além de quatro músicas em inglês, o repertório do EP conta com uma faixa em português, "Desprezo". Já "Black Demons Reign" traz uma letra que faz alusão ao comando de "demônios negros". "Estes chamados 'demônios negros' não veem nada além de seus próprios interesses, em um lugar onde a fome, miséria, decadência e ausência de esperança predominam", explicou Antonio Araújo. "Com o lançamento dos singles que anteciparam o EP, agora oficialmente lançado em todas as plataformas e também no formato físico, encerramos este promeiro ciclo do Lockdown. Mas a nossa intenção é a de preparar um álbum completo no futuro", concluiu o guitarrista.
 
Veja o clipe de "Desprezo", filmado e editado por Rafael Agostino, em https://youtu.be/j4dEmNlfCzU



Repertório de "Unholy Ceremony Heretic":
Umbral
Archangel
Unholy Ceremony Heretic
Mordor
Hymn of Hate
Desprezo
Black Demons Reign
 
O material está à venda nos seguintes sites:
www.anomaliadistro.com.br
www.melomano.com.br
www.nevesrecords.com.br
 
Valores:
Vinil com lado único (Single Sided) e encarte: R$ 130
CD (Digipack Trifold): R$ 30
Combo Vinil + CD: R$ 150
 
Ouça nas plataformas de streaming em https://backl.ink/143557781
 
Mídias sociais: @lockdowndeathmetal
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 


Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music
| O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

#lockdowndeathmetal

Bandas da ASE MUSIC participarão do evento beneficente 'Metal na Lata Online Fest'

Andralls, Necromancer e Aneurose estão confirmadas para o "Metal na Lata Online Fest", que ocorre nos dias 7, 14 e 21 de agosto. O site Metal Na Lata (www.metalnalata.com.br), que completou seis anos de existência no final do mês de julho, promoverá o evento apoiando uma causa nobre e humanitária em prol do garoto Rafael Alves de Farias Filho, que necessita de cuidados especiais. Serão 52 bandas, com material nunca antes disponibilizado, sendo algumas lançando – com exclusividade – novos videoclipes oficiais, covers, faixas ao vivo e até mesmo estreando como bandas, com transmissão exclusiva pelo canal no Youtube do Metal Na Lata (www.youtube.com/metalnalata).

"Nesse momento que vivemos, é muito bom ajudar o próximo! Por isso, parabenizo o Metal na Lata por organizar um festival assim. É uma injeção de energia na veia de todas as bandas. Assistam todas as bandas e contribuam", declarou Alex Coelho, vocalista e guitarrista do Andralls. "Muitas bandas ficaram impossibilitadas de fazer o que mais gostam, que é estar no palco tocando para o público. Com o Necromancer não foi diferente e estamos, assim como muitos, fazendo ações de forma remota, online, para promover o nosso segundo álbum, 'Pattern of Repulse'. Porém, nada melhor que fazer isso junto com outros grandes grupos por uma causa nobre, que é ajudar Rafael Alves de Farias Filho", acrescentou o guitarrista Luiz Fernando.

Segundo Johnny Z (Metal Na Lata, JZ Press), a ideia de realizar um festival online já existia, "mas gostaria de fazer algo realmente consistente e filantrópico. Se a cena metal brasileira e mundial realmente pede por união, vamos mostrar nessas horas que somos realmente unidos. Isso é tudo para você, Rafael", disse. "Achei sensacional a iniciativa do Metal na Lata em organizar esse fest, afinal, ajudar o próximo é sempre importante. É um prazer para nós da Aneurose estar nesse cast animal. Contribuam com a causa doando, assistindo e compartilhando com os amigos", concluiu o vocalista Wall Almeida.

Durante todo o evento, o QR Code e o link para doação ficarão fixos e disponíveis para todos que puderem doar.

Com apenas 14 anos de idade, Rafael luta contra um câncer no cérebro desde os 7 anos de idade. Passou ao todo 8 procedimentos cirúrgicos, onde no primeiro acabou perdendo toda a visão. No último ano, em setembro, passou por mais um procedimento de emergência para retirada do tumor, mas começou a sofrer com convulsões, sendo necessário iniciar um tratamento com radioterapia e quimioterapia. Entre suas necessidades estão cama hospitalar, cadeiras de banho e de roda com apoio de coluna e pescoço, guincho para movimentação e diversas adaptações em sua casa por conta das cadeiras de rodas. No início de 2021, precisou colocar uma válvula interna da cabeça para fazer o controle da pressão intracraniana, mas essa válvula já deu problema 2 vezes até agora e ainda continua em tratamento com idas e vindas ao hospital. Então, os pais de Rafael criaram uma campanha de crowndfunding (vakinha) para conseguir arcar com todas as altas despesas com adaptações em sua casa, como cama hospitalar, cadeiras de banho e de roda com apoio de coluna e pescoço, guincho para movimentação, etc. Essas adaptações e novos equipamentos são necessários devido ao grande número de procedimentos cirúrgicos que Rafael passou, deixando-o infelizmente totalmente limitado em todos os movimentos.

Conheça a história de Rafael Alves de Farias Filho e faça sua doação em vaka.me/2097674

'Metal na Lata Online Fest':
Datas: 7, 14 e 21 de agosto
Horário: 20h
Transmissão: www.youtube.com/metalnalata
Evento no Facebook: www.facebook.com/events/529898668339591
Site: www.metalnalata.com.br
Ajude Rafael Alves de Farias Filho em vaka.me/2097674

1º Dia: Sábado, 7 de agosto (20h)
Theriomorphic (Death Metal – Portugal)
Siamese Cancer (Death Metal – Portugal)
Booby Trap (Thrash Metal/Crossover – Portugal)
Mercic (Experimental Industrial Rock/Metal – Portugal)
Fight Brazilian Tribute (Groove/Thrash Metal – Brasil)
About2Crash (Modern Metal – Brasil)
Trend Kill Ghosts (Power/Heavy Metal – Brasil)
Mofo (Thrash Metal – Brasil)
Death Chaos (Death Metal – Brasil)
Switchback (Hardcore/Crossover – Brasil)
Necromancer (Thrash Metal – Brasil)
Sick (Thrash Metal/Hardcore – Brasil)
RxUxA (Hardcore/Crossover – Brasil)
Tosco (Thrash Metal/Crossover/Hardcore – Brasil)
Sepulchral Voice (Old School Death/Thrash Metal – Brasil)
Ancesttral (Thrash Metal – Brasil)
ChaosFear (Thrash Metal – Brasil)
Genocídio (Death Metal – Brasil)

2º Dia: Sábado, 14 de agosto (20h)
The Crew Tones (Rock – Portugal)
Heaven Can Wait (Melodic Death/Doom Metal – Portugal)
Requiem Laus (Melodic Death/Black Metal – Portugal)
All Against (Thrash Metal – Portugal)
Eye Of The King – King Diamond Tribute (Heavy Metal – Brasil)
Nasty N’ Loaded (Hard Rock – Brasil)
Bonfire Season (Groove Metal/Hardcore – Brasil)
Evil Corpse (Thrash Metal – Brasil)
Fobia (Death/Thrash Metal – Brasil)
Território Inimigo (Crossover/Thrash Metal – Brasil)
Aneurose (Thrash Metal – Brasil)
Sacrifix (Old School Thrash Metal – Brasil)
Vikram (Progressive Power Metal – Brasil)
Hicsos (Thrash Metal – Brasil)
Andralls (Thrash Metal – Brasil)
Nervochaos (Death Metal – Brasil)
Scars (Thrash Metal – Brasil)

3º Dia: Sábado, 21 de agosto (20h)
Wintermoonshade (Melodic Black Metal – Portugal)
Torn Fabriks (Thrash Metal – Portugal)
Blind The Eye (Melodic Death Metal – Portugal)
Draconis (Death Metal – Argentina)
Metal Vrau (Heavy/Thrash Metal – Brasil)
Terror Revolucionário (Hardcore/Punk Rock/Crust/Grindcore – Brasil)
The Anger (Rock/Hard Rock/Metal – Brasil)
Pure Hate (Death Metal – Brazil – Brasil)
Repressor (Thrash Metal – Brasil)
Suck This Punch (Rock/Metal – Brasil)
Sandman (Modern Heavy Metal – Brasil)
Embrio (Thrash Metal – Brasil)
Leandro Caçoilo (Heavy Metal – Brasil)
Kamala (Thrash Metal – Brasil)
Apokrisis (Progressive Death/Thrash Metal – Brasil)
Válvera (Neo Thrash Metal – Brasil)
Krisiun (Death Metal – Brasil)

Ficha Técnica:
Curadoria e Assessoria de Imprensa: Johnny Z. (JZ Press/Metal Na Lata)
Edição/Produção/Programação/Responsabilidade técnica por João Paulo Mancha (músico, ativista cultural e responsável pelo projeto Convergência Social, voltado à ações sociais, produção cultural e desenvolvimento humano)

 

 

 

Marcelo Souza: instrumental 'Secret Code' ganha videoclipe

Após o clipe da faixa-título do segundo álbum solo do guitarrista Marcelo Souza, "Human Vs Machine", a faixa "Secret Code" acaba de ganhar um videoclipe. "O conceito de 'Secret Code' refere-se ao código secreto da vida, do nosso DNA e dos mistérios do funcionamento do nosso cérebro. Apesar de ser uma 'máquina' muito poderosa, conhecemos ainda muito pouco sobre nós mesmos e nossa própria inteligência", explicou o guitarrista. "A sonoridade é mais progressiva e tensa, com a parte rítmica mais trabalhada e, tecnicamente, é uma das mais difíceis de se executar do álbum", acrescentou.

Confira o videoclipe de "Secret Code", produzido e editado por Giovanni Machado (StudioUm), em https://youtu.be/Bb0YtLfrLbQ
 

Embora o sucessor de "Circle of Fire" (2011) não seja um trabalho conceitual, os títulos e letras sugerem temas relevantes e, de certa forma, interligados. "Cada música foi criada com sonoridades e sensações diferentes. Em alguns momentos, tensas e pesadas; em outros, suaves e tranquilos, sempre tentando equilibrar minhas influências de maneira mais pessoal, com minha identidade", explicou o guitarrista.

"Human Vs Machine" foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Oversonic, em São José dos Campos (SP), e coproduzido por Vagner Alba. Ao lado do guitarrista estiveram Lucas Barbosa (baixo), Argos Danckas (bateria e teclados) e os músicos convidados Luiz Carlini, que fez o Lap Steel guitar em "74' White Maverick", e Mario Pastore, que registrou as vozes na faixa-título e em "Stronger".


 
Site: www.marcelosouzagt.com.br
Instagram: www.instagram.com/marcelosouzagt/
Facebook: www.facebook.com/marcelosouzaguitar
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 
Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Terra Prima lança música inédita após cinco anos

Após o segundo álbum de estúdio, "Second" (2016), e ao vivo "Hellcife Live", o grupo pernambucano Terra Prima apresenta o single e videoclipe "Vlakin", primeira música autoral após cinco anos. "Agendamos o lançamento de 'Vlakin' para 31 de julho porque marcou a data que o Terra Prima completou 17 anos de palcos. O tema desta primeira música inédita que lançamos após cinco anos fala de um indivíduo que observa as vidas das pessoas sendo vividas no automático, sem sentido nem propósito, e resolve 'pular fora' – no caso, saltar do 'trem'. E 'vlak' em tcheco significa trem. Daí veio o título", explicou o vocalista Daniel Pinho, que atualmente é acompanhado pelos guitarristas Diego Véras e Otávio Mazer e o baterista Tiago Guima. "O single 'Vlakin' é o primeiro material que lançamos após a saída de do baixista Gabriel Carvalho, atual Capella. Porém, agora a nossa ideia é continuar como quarteto, sem baixista oficial", explicou o baterista Tiago Guima.
 
Confira o videoclipe gravado na cidade de Gravatá (PE), com imagens captadas pela Lumos e Frames Filmes, em https://youtu.be/DgiP0MOzVA0



"Gravamos o clipe em Gravatá e fizemos as imagens com drones e cenas de terra, porque o local, a Ponte Cascavel, que fica na altura da Serra das Russas, é um pontilhão com trilho bem alto, de cerca de 48 metros de altura, onde muita gente até faz rapel e era uma antiga ferrovia que ligava Recife ao sertão", comentou o guitarrista Diego Véras, autor da letra ao lado de Daniel Pinho.
 
"Vlakin", produzida por Heros Trench e Marcello Pompeu, foi gravada, mixada e masterizada no estúdio Mr. Som, onde o grupo registrou o álbum "Second", sucessor de "And Life Begins" (2010). "A música caminha mais pelos lados do hard rock, com um quê de balada, e vai na pegada mais 'americanizada' que o álbum 'Second' levou. Nele, a faixa de abertura, 'Once Upon a Time', que saiu em vídeo 360º, já mostrava o choque musical com relação ao primeiro disco", observou o vocalista. "A arte de capa traz uma 'mensagem subliminar', especialmente nas plaquinhas com números. O que será que ela significa?", questionou Daniel Pinho, autor da capa.
 
Com dois discos na bagagem, shows pelo Brasil e Europa, abertura para Iron Maiden, presença em três edições do festival 'Abril pro Rock', minitour no Nordeste com o Angra, o Terra Prima planeja novos lançamentos. "Além deste novo single/clipe, a ideia é lançar um acústico e um EP de inéditas. Temos um show acústico agendado para gravar no final do ano, em parceria com a produtora Fada Profana, mas ainda estamos esperando resolver os detalhes por conta da pandemia", concluiu o vocalista.
 
Ouça nas plataformas de streaming: https://terraprima.fanlink.to/vlakin
 
Site: www.terraprima.net
Mídias sociais: @terraprimaofficial (Insta) | facebook.com/terraprimaofficial
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 
Imprensa - ASE Music:
http://www.asepress.com.br/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Hård:On: lyric video 'Touchdown' celebra o Futebol Americano

Formado por Chris Hoff (vocal), Alex Hoff (guitarra, teclado e backing vocals), Ricardo Bolão (baixo e backing vocals) e Daniel Gohn (bateria), o Hård:On agora volta a se tornar um quinteto com a entrada do guitarrista Jorge Rossi. "Encontrei Jorge Rossi numa festa na casa do amigo Dgerio, roadie do Motörhead. Ele é um velho amigo da época do começo do Gypsy, grupo que integrei no final dos anos 80. Convidei-o para fazer dois solos em nosso segundo álbum, 'Bad Habits Never Die', e ele topou", recorda o guitarrista Alex Hoff. "Um tempo depois da gravação, pensamos em convidá-lo para fazer um ensaio, pois havíamos adorado os solos dele. Terminando o ensaio, o convidamos para a banda e ele aceitou! Infelizmente, este ensaio foi em um fim de semana antes dos lockdowns da pandemia serem decretados", acrescenta o baixista Ricardo Bolão.
 
Além de "Open Your Eyes", Jorge Rossi fez o solo em "Touchdown", música que acaba de ganhar um videoclipe. "A inspiração para 'Touchdown' veio de uma experiência que tive quando morei no Nebraska (EUA), no final da década de 90, e tive a oportunidade de jogar futebol americano no campeonato estadual pela minha escola. A história conta a vitória extraordinária que tivemos na casa do time da capital em pleno ‘home coming’ deles. Foi um grande feito para a nossa cidade. A letra fala sobre o treinamento, as jogadas e o field goal, que selou nossa vitória no último minuto e a glória deste dia", explica o vocalista Chris Hoff. "Para mim, foi uma história de superação, integração com a cultura norte-americana e homenagem pelo fato de poder fazer parte desta equipe e manter a amizade com meus amigos de time por décadas. No vocal, explorei uma linha empolgante e um refrão para marcar a mensagem 'Touchdown', com um twist no último refrão", acrescenta.
 
Veja o lyric video de "Touchdown" em https://youtu.be/gwsZTiHoEcg



"Touchdown", que no Futebol Americano é o principal objetivo da equipe que ataca, buscou explorar a sensação épica de vitória, explorando o peso na seção rítmica. Segundo Alex Hoff, ela veio praticamente pronta, mas tinha uma pegada industrial. "Meu irmão, Chris, mandou-a quase pronta, mas transformei a guitarra para uma pegada mais hard rock e, no fim, saiu a faixa mais rápida do álbum e com um peso incrível", detalha. "Na gravação final, Alex ‘hardonizou’ o riff de uma maneira incrível. A meu ver, a música e o vídeo é um Touchdown do nosso segundo álbum", completa o vocalista.

O novo integrante
Influenciado principalmente pelos saudosos Eddie Van Halen e Gary Moore, além de Jake E. Lee, Jorge Rossi tocou ao lado de músicos como Luiz Teixeira (Tarkus, Avenger), Júlio Príncipe (Centúrias, Aggression Tales, Firebox), Flipi Stipp (ex-Madre Sun) e Marcelo MaCcarrão Maka (Painted Like Indians, Zyro Boys), entre outros. "Quando me chamaram, percebi que tínhamos muitos gostos em comum pelo hard rock de Van Halen, Ratt e Mötley Crüe, e heavy metal. Estou muito empolgado, pois fizemos um ensaio e veio a pandemia, mas quero contribuir de forma integral com a banda no próximo álbum", conclui o novo integrante.


 
Formação:
Chris Hoff (vocal)
Alex Hoff (guitarra, teclado e backing vocals)
Jorge Rossi (guitarra e backing vocals)
Ricardo Bolão (baixo e backing vocals)
Daniel Gohn (bateria e backing vocals)
 
Discografia:
Hård:On (2016)
Bad Habits Never Die (2019)
 
Ouça no Spotify em https://is.gd/nLmiyP

Sites relacionados:
www.hardonmusic.com
www.facebook.com/hardonmusic  
www.instagram.com/hardonmusic
www.colab55.com/@hardonmusic
www.shinigamirecords.com.br
 
Imprensa - ASE Music:
http://www.asepress.com.br/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Dirty Glory completa dez anos de carreira lançando álbum 'Miss Behave'

Marcando dez anos de estrada, o quarteto de hard rock Dirty Glory, formado por Jimmi DG (vocal e guitarra), Reichhardt (guitarra e backing vocals), Vikki Sparkz (baixo e backing vocals) e Sas (bateria), lança seu segundo álbum, "Miss Behave". O sucessor de "Mind the Gap" foi coproduzido e mixado por Henrique "Baboom" Canalle, com masterização a cargo de Alessandro Kbral. "Agradecemos a todos que apoiaram a banda durante os nossos dez anos de história e convidamos todos para continuarem conosco. Acreditamos muito em 'Miss Behave' e, felizmente, estamos sentindo que os fãs e a mídia especializada, que já ouviram, curtiram o álbum", declarou o vocalista Jimmi DG.

O repertório abre com "Solid Brand" que, segundo Reichhardt, "não é uma música que se escuta só com os ouvidos, pois pega no corpo inteiro e 'incomoda', de um jeito gostoso", diverte-se. "Ela fala sobre a juventude que se sente valorizada pela aprovação alheia, pela vaidade e sua popularidade na internet. Fala das nossas inseguranças que ninguém conhece, e que acontecem em segredo, dentro da nossa própria cabeça. Deixamos de viver a vida real buscando preencher o vazio com aprovação", completou Jimmi DG.

Já "Out of Line", o guitarrista descreve como "um hard rock clássico e pra cima, misturando hard com licks de blues, acordes abertos e uma energia muito David Lee Roth, com suingue e uma 'intro' de baixo que vem crescendo, conversando com uma guitarra slide e explode."

No entanto, uma das surpresas é "60 Secons to Sunrise", um synthwave com estrutura de hard rock, que também terá vídeo em breve. "Nós queríamos muito uma música synthwave no disco, algo inspirado naquelas trilhas dos anos 70 e 80. É nossa versão para esse estilo, pois tem riff, tem melodia, tem história...", afirmou Reichhardt. "É uma simples história de um cara que não tem nada a perder e dirige em alta velocidade até o amanhecer. Movido à adrenalina, é uma ode aos videogames dos anos 80", acrescentou Jimmi DG.

O álbum foi antecipado pelo single/clipe "Faded Mirrors", que traz imagens de vários momentos da carreira do grupo. "Ela parte de um riff bem rock’n’roll, mas tem um feeling moderno, um refrão bem melódico e hard rock. Acredito que se o Def Leppard fosse formado hoje, teria um som parecido", analisou o baixista Vikki Sparkz.

Veja o clipe de "Faded Mirrors", editado por Jimmi DG, em https://youtu.be/XgjXxjDdrVM



Sobre o conceito lírico, o vocalista Jimmi DG explica que desde "Mind The Gap" prefere escrever sobre ideias e sentimentos a festas e rock'n'roll. "Também gosto de contar pequenas histórias sobre diversos cenários, alguns hipotéticos e totalmente fictícios, e outros bem pessoais. O álbum 'Miss Behave' é quase todo, de uma maneira ou outra, sobre se perder, se desconstruir, se encontrar, e se reconstruir", explicou.

Confira o repertório de "Miss Behave", que teve arte de capa a cargo de Jimmi DG:
01 - Solid Brand
02 - Faded Mirrors
03 - Out of Line
04 - Everybody Cares
05 - Fight the Fight
06 - 60 Secons to Sunrise
07 - The Maze
08 - Shy Away
09 - Sacred Hatred
10 - Blame It On Faith

Ouça nas plataformas de streaming em https://dirtyglory.hearnow.com/miss-behave

Spotify: https://bityli.com/fHjUo
Deezer: https://bityli.com/SlPYh

O QUE A MÍDIA VEM DIZENDO SOBRE "MISS BEHAVE":

"'Miss Behave' tem potencial para se tornar um clássico do rard nock nacional" – Leandro Coppi (Revista Roadie Crew)

"Poderoso, excitante e viciante. É como ouvir rock pela primeira vez!” – Dane Taranha (Apresentadora 89 FM e TNT)

"Uma viagem aos anos 80, mas que ainda faz você se sentir em 2021. Nostálgico e moderno" – Marcel Costa, produtor e apresentador da rádio Kiss FM (Programa Autoral Brasil)

"O novo trabalho do Dirty Glory demonstra como o estilo deve ser: alto, melódico e viciante!" – Leandro Isoppo (Alma Hard)

"Não pode haver glória onde não há virtude. E onde há virtude de sobra, há o hard rock do Dirty Glory. Que som, meus amigos!" – Marcelo Vieira Music

"Hardzão RAIZ que não deve em nada para as bandas internacionais do gênero" – Márcio "Bobas" Brum - Programa Máquina do Tempo

"O que nasceu esbanjando potencial em 'Mind the Gap' ficou ainda melhor! Em 'Miss Behave', o Dirty Glory apresenta dez músicas cheias de riffs e refrãos irresistíveis, num hard rock que o mundo precisa conhecer. Agora." – Daniel Dutra (Canal Resenhando, Revista Roadie Crew)



Sites relacionados:
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Imprensa - ASE Music:
http://www.asepress.com.br/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Em clima de contestação, Skid Life apresenta single e clipe 'Salvation'

O Skid Life, grupo heavy/thrash metal formado em 2004 em Buritama (SP) por Anthony Juno (vocal e guitarra) e completado atualmente por Billie (baixo e vocal) e Gar (bateria), antecipa o novo álbum, "Awake", com mais um single e videoclipe, desta vez para "Salvation". "Segunda do repertório do novo álbum, 'Salvation' trata de um tema delicado, mas que deve ser abordado, a disputa/briga política travada entre ambas as partes e como isso influencia e afeta no convívio das pessoas. Vemos filhos brigando com os pais, amigos brigando entre si, entre muitos outros exemplos. Na verdade, todos deveriam se unir para combater o inimigo em comum, que é todo e qualquer tipo de Governo que tem como objetivo subtrair e oprimir o povo", explicou Anthony Juno. "Com um andamento mais suingado e até meio progressivo no seu final, ela busca um pouco da energia do Sepultura no começo dos anos 90. A letra faz menções a situações que se tornaram comuns nos últimos tempos e tenta abrir os olhos das pessoas para quem é o verdadeiro vilão da história. É nesse clima de contestação e energia que nós damos sequência em nosso mais recente trabalho", acrescentou o baixista Billie.
 
Confira o clipe de "Salvation", dirigido por Marcos Borini, produzido pelo Camaleão Magenta e SL Records gravado no Espaço Fabrique, em https://youtu.be/e2Wy1ROcxjo



"O vídeo traz inserts de desigualdade e problemas que o nosso país enfrenta há anos e imagens da banda em sua mais alta performance da música. A ideia do clipe é conscientizar as pessoas de que o nosso país está sofrendo e precisa de ajuda, precisa de união do povo", observou o baterista Gar.
 
Gravado, mixado e masterizado no Estúdio Cbass (SP) por Diego Castro, o novo álbum, "Awake", será lançado em agosto pela SL Records. Além de Black Sabbath, o Skid Life possui influências de bandas como Megadeth, Metallica, Sepultura, Slayer, Gojira e Alice in Chains. "Nosso som mescla o clássico heavy metal ao thrash metal e o som de Seattle dos anos 90. O novo álbum terá nove músicas autorais, incluindo a instrumental 'Bennu', além de um cover do Black Sabbath. Também contamos com a participação especial do guitarrista Yohan Kisser (Sioux 66) na faixa 'Rock Bottom'. O repertório abre com uma música longa, de 10 minutos, intutilada 'Awake', que fala basicamente sobre o retorno da banda após um pequeno hiato entre 2018 a 2019", concluiu Juno.
 
Discografia:
"The Dog" (2008)
"Change Your Mind" (2012)
"Incollections" (2015)
"There's no Peace" (2017)
"Awake" (TBR, 2021)

Sites relacionados:

Facebook: www.facebook.com/SkidLife1
Instagram: @skidlifeofficial
Youtube: https://www.youtube.com/SkidLifeOfficial

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music:
http://www.asepress.com.br/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Old Audrey's Funeral: a maldição começa com single/clipe 'The Plague Within'

A banda mineira Old Audrey's Funeral, formada por Elvis Dias (vocal), Renato Audrey e Elimar Rezende (guitarras), Tony Lessa (baixo) e Carlos Coelho (bateria), que pratica um som pesado e com influências do metal obscuro dos anos 70 e 80, apresenta "The Plague Within", seu primeiro single e videoclipe. Gravada e produzida por André "Damien" Carvalho (Paradise in Flames), no Estúdio Maçonaria do Áudio (MG), a música composta por Renato Audrey e arranjada pela banda, narra o sofrimento e o desespero do Faraó Ramses II. "Incrédulo, Ramses II assiste o seu poder ser dizimado através das maldições infligidas ao seu reino, levando os seus súditos à morte e, posteriormente, ao êxodo em busca de uma terra prometida pelo novo ardil religioso que orquestrou essa troca de poder milenar", explicou Tony Lessa.
 
O autor da letra, que transporta o ouvinte para um mundo antigo, questiona: "Seriam essas pragas algo 'divino' ou foram apenas a soma de fatores naturais os reais responsáveis pelas 'maldições' que levaram os súditos do Faraó a 'comprarem' a nova fé? Existe uma correlação destes acontecimentos com o nosso momento pandêmico atual? Novas pragas virão com o tempo, ou essas mazelas sofridas pela humanidade através da sua existência, são apenas coincidências?".
 
Já a arte capa foi elaborada pelo artista mineiro Pedro "Ars Moriendee", retratando o faraó em seu sofrimento eterno e que, impotente, assiste imóvel à derrocada do seu reino.
 
Confira o videoclipe de "The Plague Within", dirigido e editado por Bruno Paraguay (Eminence), em https://youtu.be/CCQ_hTgvhE
 

"O single está disponível em todas nas plataformas digitais e esperamos agradar os ouvintes do estilo. Nós trabalhamos da melhor forma que pudemos durante a pandemia, mas agora o foco é apresentar a banda ao público e, então, finalizar o debut. A maldição está apenas começando... Stay funeral", concluiu o guitarrista Renato Audrey.
 
Contatos: https://linktr.ee/oafuneralofficial
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 

Seawalker: Ufologia é tema de 'Hidden', novo single e clipe

O grupo mineiro de heavy/thrash metal Seawalker, formado por Filipe Duarte (vocal e baixo), Stefano Mazzochi e Daniel Saymon (guitarras) e Riccardo Linassi (bateria), vem periodicamente lançando singles que integrarão o novo EP, "Evolve and Decay". Após soltar o lyric videos da faixa-título e de "Words are Dying", agora é a vez do single e videoclipe "Hidden". Porém, desta vez a banda fará um lançamento triplo simultâneo, pois, além do vídeo, o single está disponível nas plataformas digitais e o canal do YouTube conta com um mini documentário, trazendo cenas de bastidores e entrevistas com a banda e equipe de filmagem do clipe.

"Hidden", assim como as demais músicas que estão sendo lançadas periodicamente pelo grupo, também foi composta por volta de 2013, quando o Seawalker contava com outra formação. "Gravamos esta músicas na transição dos anos de 2020 e 2021 pelo novo line-up, já que a banda entrou em hiato a partir de 2014 e assim permaneceu até 2018", explicou Filipe Duarte. "A temática aborda a Ufologia. 'Hidden' significa 'escondido' em Inglês. Porém, a letra não é 'panfletária', a respeito da crença em vida extraterrestre, seja ela inteligente ou não, mas busca apenas relatar a casuística já amplamente conhecida e estudada por ufólogos sérios, bem como também divulgada na mídia de um modo geral", acrescentou o baixista, vocalista e letrista.

Confira o videoclipe "Hidden", produzido por Bruno Paraguay (Eminence), em https://youtu.be/gl29Ei7KE0c
 

O clipe começa com uma fala do então Brigadeiro Moreira Silva, que era o ministro da defesa brasileiro no ano de 1986. Na ocasião, ele está concedendo uma coletiva de imprensa, para explicar o que teria sido a noite oficial dos Ufos. Episódio, onde cerca de 21 objetos desconhecidos apareceram nos radares dos sistemas de controle aéreo brasileiro. "A temática da Ufologia é algo fascinante e que ainda não temos uma resposta definitiva sobre a existência ou não de vida extraterrestre. Seguimos buscando respostas na ciência para esta questão, e a música fala justamente desta busca e deste questionamento", observou Filipe Duarte.

Veja o mini doc, produzido por Davidson Mainart (Eminence), em https://youtu.be/nkzXZQy5fPU


 
O EP "Evolve and Decay" foi gravado, mixado e masterizado no Estúdio Hertz (MG), com produção de André Mendonça e Léo Turbo, e coprodução de Filipe Duarte. "Costumamos dizer que estamos em algum lugar debaixo do espectro thrash metal. As principais influências vêm de Metallica, Rage, Megadeth e Slayer. Nosso objetivo é praticar um heavy metal e apresentar um conteúdo engajado, com fortes críticas ao ‘modus operandi’ da sociedade moderna, relações humanas e conflitos pessoais", concluiu Duarte.

O repertório do EP, que teve a arte de capa a cargo de Fernando Lima, vocalista do Drowned, é o seguinte:
1) Evolve and Decay
2) Words are Dying
3) Hidden
4) Fake

Ouça "Hidden" no Spotify: https://bit.ly/seawalkerhidden

Redes Sociais:
Facebook: www.facebook.com/seawalkermetal
Instagram: www.instagram.com/seawalkermetal
Twitter: www.twitter.com/seawalkermetal

Merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Booking: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


 

Metralion lança novo single e vídeo

Depois de retomar as atividades lançando o single "Pigs of Law+Penury", o grupo carioca de thrash metal Metralion apresenta o single e vídeo "Rivals+Tyrants", o último antes do novo álbum, "Requiem For a Society", que será lançado pela gravadora Dies Irae. "O novo trabalho tem como tema o autoritarismo, o que vai de encontro com o momento que vivemos, pois governos com tendências totalitárias são cada vez mais comuns no mundo. Por isso, unimos duas músicas do primeiro disco, 'Quo Vadis' (1988)", declarou o baterista Roberto Loureiro. "'Rivals' é uma história ficcional bem semelhante às que assistimos em vários pontos do globo, inclusive no nosso país, onde duas figuras lutam pelo poder. Já 'Tyrants' é uma crítica aos ditadores que insistem tratar os seus desejos como prioridade em detrimento da vontade e do bem geral", acrescentou o vocalista Rica.

Rica (vocal), Fernão Carvalho (guitarra e baixo), Roberto Loureiro (bateria) vêm trabalhando no novo disco desde janeiro, contando com a colaboração de Alex Cavalcanti (guitarra solo), que substituiu Fernão em 1988 e tocou no álbum "A Mosh in Brazil" (1989).

Confia o vídeo de "Rivals+Tyrants", editado por Mariana Fidélis, em https://youtu.be/lw1hnf7qPvs



A gravação, mixagem e masterização de "Rivals+Tyrants" foram feitas entre junho e julho de 2021 no Estúdio Flames (RJ), com o engenheiro de som Victor Barbosa, que já trabalhou com NervoChaos, é baterista do Agoniza e integrou bandas como Expose Your Hate, Sanctifier e Lord Blasphemate. "Nós havíamos trabalhado com Victor Barbosa no single anterior, 'Pigs of Law+Penury', que marcou nosso retorno. Ele nos ajudou muito em todos os sentidos, porque eu e Rica passamos os últimos trinta anos sem exercer qualquer atividade relacionada à música. Nós paramos num mundo analógico e retornamos no digital. Foi um grande aprendizado e reconhecemos que isso facilitou muita coisa", analisou Roberto Loureiro.

"Requiem For a Society", trabalho de retorno do Metralion, terá um repertório composto por releituras de músicas do passado e faixas inéditas. "Os singles que lançamos são uma prévia do novo álbum, que trará quase tudo que fizemos no passado e três músicas inéditas – 'Hell is Real', 'Katabasis' e 'Requiem For a Society', a faixa-título. Trata-se de uma ponte entre nosso passado e o que pretendemos para o futuro", concluiu o baterista.
 
Mídias sociais:
Instagram: instagram.com/metralion86/
Twitter: https://twitter.com/Metralion
 
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

The Troops of Doom lançará novo EP em setembro

Após estrear com o aclamado "The Rise of Heresy" (2020), o The Troops of Doom lançará um novo EP, "The Absence of Light", que contará com seis faixas e está programado para sair em setembro. O material teve mixagem e masterização feitas no Crosound Studio, na Noruega, a cargo de Øystein G. Brun (Borknagar) e arte de capa criada pelo pintor brasileiro, radicado em Portugal, Maramgoní. "O novo trabalho é uma espécie de ponte para a banda, pois, como ainda estamos num período complicado da pandemia, tivemos que adiar nossa turnê europeia e, consequentemente, preferimos também adiar o 'full' álbum para 2022, mesmo tendo grande parte dele composto. Como não queríamos ficar parados ou em silêncio nesse 'hiato', surgiu a ideia de um novo EP", explicou o guitarrista Jairo "Tormentor" Guedz.

O EP "The Absence of Light" é uma espécie de trabalho conceitual, já que as faixas "Introduction - The Absence of Light", "Act I - The Devil's Tail" e "Act II - The Monarch" são interligadas e contextualizam a mesma mensagem final. "O conceito inicial foi inspirado na obra 'Leviatã', do filósofo inglês Thomas Hobbes, mas com uma roupagem mais obscura, criando também uma parábola com a religião de uma maneira geral", pontuou Guedz.

As faixas do EP terão a presença do norueguês Lars Nedland (Borknagar, Solefald e White Void) como convidado especial no baixo e a faixa "The Monarch" traz a participação especial de Jeff Becerra (Possessed), que divide os vocais com Alex Kafer. "Ter Jeff Becerra, do Possessed, dividindo os vocais com Alex em 'The Monarch' é um sonho realizado para nós. Ele é uma lenda viva e a voz da banda que praticamente inventou o death metal. Então, isso é algo realmente histórico e emocionante para gente", comemorou Guedz. "Quando entramos em contato e o convidamos para uma participação especial, ele se mostrou incrivelmente atencioso e um ser humano maravilhoso. Ele topou na hora e disse que já tinha ouvido e gostado muito do 'The Rise of Heresy'. A gente nem acreditou! Já éramos super fãs dele e do Possessed e agora tudo se intensificou de uma maneira absurda", acrescentou Alex Kafer.

Sobre a presença de Lars Nedland, o guitarrista Marcelo Vasco revelou que a conexão se deu por intermédio de Øystein G. Brun (Borknagar). "A participação é por culpa dele (risos). Nós ainda não tínhamos o baixo das faixas gravado e o prazo acabou apertando. Por coincidência, Øystein estava produzindo um trabalho com Lars Nedland no estúdio. Apesar de ser conhecido como vocalista e tecladista, Lars também é um exímio baixista e estava com um baixo vintage muito legal lá no estúdio naquela semana. Assim, Øystein sugeriu que ele gravasse, ele topou e o resto é história. Somos fãs do trabalho de Lars, que é um cara fantástico e achamos curioso tê-lo como baixista no novo EP, pois é algo que também ficará para a história."

O repertório do EP "The Absence of Light", que terá distribuição digital pela Blood Blast, subsidiária digital da gravadora alemã Nuclear Blast, também será lançado em formato físico no Brasil, México e Europa. "No Brasil, o CD sairá pela Voice Music, no México pela Metalized Records e na Europa pela Hellven Records. A versão em vinil 12" terá lançamento no Brasil pela Anomalia Distro e na Europa pela Hellven Records, enquanto a versão em cassete na Europa sairá pela Repulsive Echo Records", adiantou Marcelo Vasco, que também explicou o motivo de não ter sido responsável pela arte da capa. "No começo, havia pedido ao pessoal da banda que tivéssemos outros artistas encarregados pela parte gráfica, para que pudesse me dedicar somente à parte musical. Para o EP 'The Rise of Heresy' acabei assumindo essa função, mas para este novo trabalho tivemos a arte criada por um pintor brasileiro, mas que reside em Portugal já há muitos anos. Maramgoní é amigo do Jairo e fã de metal, apesar de nunca ter feito de fato uma capa para uma banda extrema. É a estreia dele. O trabalho ficou maravilhoso, o cara é mestre e a capa ficou perfeita. Ficamos felizes demais com o resultado."



Repertório - "The Absence of Light":
1. Introduction - The Absence of Light
2. Act I - The Devil's Tail
3. Act II - The Monarch feat. Jeff Becerra (Possessed)

Faixas Bônus:
4. Antichrist (Sepultura)
5. The Devil's Tail (Versão Demo)
6. The Monarch (Versão Demo)

"Para complementar o EP, decidimos colocar de bônus a nossa versão de 'Antichrist', do Sepultura, e as versões demo dos dois atos do EP. Além disso, a faixa 'Introduction - The Absence of Light' foi orquestrada pelo talentoso músico e produtor Dave Deville, que também foi responsável pela 'intro' do EP 'The Rise of Heresy'", detalhou Guedz.

"Esperamos que o novo EP também tenha uma boa repercussão, como tivemos com 'The Rise of Heresy'. Além disso, ficamos gratos por todos os profissionais que trabalharam conosco nesta nova empreitada. E, claro, ter os vocais de Jeff Becerra, que ficaram fantásticos na música e caíram como uma luva, é algo para qualquer banda de metal extremo exaltar", concluiu o baterista Alexandre Oliveira.

Veja Lars Nedland (Borknagar, Solefald e White Void) gravando o baixo de uma das músicas em https://youtu.be/n4yst-M9aKg



Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Site relacionado e loja online: www.thetroopsofdoom.com
Face | Insta: @thetroopsofdoom
Youtube: https://youtube.com/thetroopsofdoom

Booking/Management: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Whatsapp: +55 21 998581699, c/ Rodrigo Scelza
 
Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br/music | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Faces of Death lança vídeo para 'Empty Minds'

Além de diversas participações em festivais online e de vídeos para "Killer...in the name of God", "Open Wounds" e da faixa-título do mais recente álbum, "Usurper of Souls", o Faces of Death agora apresenta o de "Empty Minds". "Esta música fala sobre os dependentes de drogas, um problema recorrente no Brasil e no mundo, pois eles entregam suas vidas nas mãos dos traficantes, que os usam até que se tornam zumbis. O dependente vira literalmente um zumbi e faz qualquer coisa para 'mais um trago'. Para ele, não existe filho, pais, irmão, família e o único objetivo é ter a droga para satisfazer seu maldito vício", declarou o vocalista e guitarrista Laurence Miranda. "Sei que a discussão é polêmica e a cracolândia em São Paulo data de 1994, mas quando o indivíduo chega ao crack, que literalmente é o fundo do poço, a recuperação é possível, mas muito difícil", acrescentou.
 
Veja o vídeo de "Empty Minds" em https://youtu.be/5tAwf-n0E5U



Criado na cidade de Pindamonhangaba (SP) em 1990, o Faces of Death logo chamou a atenção com seu thrash metal. Na época, o grupo soltou duas demos, mas não chegou a gravar um registro oficial. Após quase duas décadas inativo, retomou as atividades em 2016 e passou a tirar o atraso, lançando o EP "Consummatum Est" (2017), o debut, "From Hell" (2018) e "Usurper of Souls", que saiu em novembro de 2020. "Quando decidi voltar com a banda em 2016 sabia das dificuldades. Sabemos que não é apenas gravando um disco que você estará na 'cena'. Para firmar o nome temos que batalhar muito e sermos extremamente profissionais. Sem profissionalismo nada vai para frente", observou o vocalista e guitarrista.
 
Em "Usurper of Souls", Laurence Miranda (vocal e guitarra), Felipe Rodrigues (guitarra), Sylvio Miranda (baixo) e Sidney Ramos (bateria) mesclam thrash e death metal. O álbum foi produzido por Friggi Mad Beats, masterizado na Absolute Master e conta com trabalho gráfico de Marcelo Vasco (The Troops of Doom, Slayer e outros).
 
O sucessor de "From Hell" (2018) está disponível nas plataformas de streaming e também em formato físico. "Buscamos resgatar a essência do thrash/death metal dos anos 80 e 90. Fizemos um trabalho mais direto, pesado e brutal, pois não pretendíamos misturar outros estilos em nossas músicas. A ideia era fazer com que o ouvinte sentisse a energia dos anos 80 e 90. Felizmente obtivemos êxito, pois a resposta vem sendo positiva", comemorou Laurence Miranda. "Ultimamente, pela impossibilidade de nos apresentarmos ao vivo, participamos de eventos online, como o 'Roadie Crew Online Fest', que recebeu o prêmio Dynamite de Música Independente, além do 'Metal no Vale Fest', 'Metal com Batata Fest', 'Strenght Metal Fest', 'Resenhando Rock' e estaremos no 'Setfire Metal Fest em agosto", concluiu.
 
Ouça o álbum nas plataformas de streaming em https://facesofdeath.hearnow.com/
 
Mídias sociais: @facesofdeath
Facebook: https://www.facebook.com/FacesofDeathBand
 
Para adquirir a versão física do álbum e a nova camiseta da banda, entre em contato através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Imprensa - ASE Music: http://www.asepress.com.br | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Dirty Glory antecipa novo álbum com clipe de 'Faded Mirrors'

O quarteto de hard rock Dirty Glory, formado por Jimmi DG (vocal e guitarra), Reichhardt (guitarra e backing vocals), Vikki Sparkz (baixo e backing vocals) e Sas (bateria), apresenta o single/videoclipe "Faded Mirros", antecipando o lançamento do segundo álbum, "Miss Behave". "A música 'Faded Mirrors' parte de um riff bem rock’n’roll, mas tem um feeling moderno, um refrão bem melódico e hard rock. Acredito que se o Def Leppard fosse formado hoje, teria um som parecido", analisou o baixista Vikki Sparkz. "A letra de 'Faded Mirrors' é completamente pessoal. Fala sobre um período ansioso depressivo que passei, e sobre as pessoas que estavam lá pra me levantar. Isso aconteceu exatamente na metade da história da banda, então essa música representa muito bem o antes e o depois para mim. Por isso, o clipe, que foi apresentado em primeira mão no festival do Canal Resenhando, traz imagens de vários momentos de nossa carreira", acrescentou Jimmi DG.

Veja o clipe de "Faded Mirrors", editado por Jimmi DG, em https://youtu.be/XgjXxjDdrVM



Três faixas de "Miss Behave", que teve arte de capa a cargo de Jimmi DG, já estão disponíveis nas plataformas de streaming. "Escolhemos as músicas 'Faded Mirros', 'Fight the Fight' e 'Shy Away' para saírem antes e aguçar a curiosidade para o lançamento do disco, no dia 26 de julho. A 'Shy Away' fala sobre as máscaras que a gente impõe sobre nós mesmos, e o papel que a gente acha que precisa desempenhar e, no fim das contas, não transmite quem nós somos. Receita perfeita para grandes crises e para o colapso", declarou Jimmi DG. "A 'Fight The Fight' é sangue nos olhos, é o Dirty Glory do mostrando a que veio. O riff remete a 'Immigrant Song', do Led Zeppelin, e a música segue a pegada. É aquela para pegar a estrada e esquecer que radares existem", concluiu Reichhardt.

O sucessor de "Mind the Gap", que será lançado no dia 26 de julho, foi coproduzido e mixado por Henrique "Baboom" Canalle, com masterização a cargo de Alessandro Kbral.

Ouça o 'Advanced Pack' de "Miss Behave" no Spotify: https://is.gd/e9WFwn

Repertório – "Miss Behave":
Solid Brand
Faded Mirrors
Out of Line
Everybody Knows
Fight the Fight
60 Seconds to Sunrise
The Maze
Shy Away
Sacred Hatred
Blame it on Faith



Sites relacionados:
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Imprensa - ASE Music:
http://www.asepress.com.br/ | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Visit fbetting.co.uk Betfair Review